Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Uma festa de anos que é um festival?... Um festival que é uma festa de anos?

E é assim… o Salgado faz anos… mas nunca ninguém percebeu muito bem… mas no entanto já vai com 4  edições, sempre esgotadas, e tem juntado todos os anos mais de 1000 pessoas para a celebração. Este ano, acontece novamente no dia 21 de Janeiro, no sitio que sempre conheceu: o emblemático Maus Hábitos, no Porto. As portas abrem as 21h30 e nunca ninguém sabe quando encerram; pelo meio, há mais de duas dezenas de concertos, DJsets, instalações e exposições espalhadas pelos 3 palcos e pelo espaço.

15894312_747469422073099_7430770609722229315_n

 

Palco "O Salgado"

Concertos….

22h30 Lince

23h30 Memória de Peixe

00h30 Guerrera

01h30 Throes + The Shine

DJsets…

03h00 Nuno Dias

04h00 Gin Party Soundsystem

05h00 Alfredo

06h00 BENT

 

Palco "Supernova"

Concertos….

22h00 Baleia Baleia Baleia

22h45 Galgo

23h45 Vaiapraia

00h45 FUGLY

01h45 800 Gondomar

DJsets…

02h30 Dj A boy named Sue

03h30 nitronious

04h30 Sérgio Hydalgo (ZDB)

 

Palco “Stockhausen”

Concertos….

22h00 VOLSK

22h45 Bezbog

23h30 ocp - operador de cabine polivalente + Angélica V Salvi

00h30 Acid Acid

01h30 Um gajo que não posso dizer o nome

DJsets…

02h30 Gvernkha

03h30 Tanz Arbeiter (André Covas + José Alberto Gomes)

 

Exposições fotografia

Wandson Lisboa - Mupi Gallery

Pedro Mkk - Entrada

 

Instalação - Escadas

Maria Inês Subtil

 

Os bilhetes para esta 5.ª edição podem ser adquiridos no Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, a partir do dia 11 de Janeiro…

Mão Verde… Concerto de apresentação do disco-livro pela 1ª vez ao vivo com banda

Mão Verde é um lisco-divro que encontra nas plantas, na agricultura, na alimentação saudável, no cheiro das ervas aromáticas e na cor das flores muito mais que uma temática, uma clara motivação toda ela ecologista. Começou por ser um concerto e que, como uma Capicua, volta à casa de partida!

maoverde_casamusicacartaz

A novidade é que a dupla Ana Matos Fernandes (voz) e Pedro Geraldes (guitarra, programações e teclados) se transforma agora em banda com Francisca Cortesão a assegurar o baixo e as teclas, e António Serginho as percussões. Este quarteto fantástico faz das rimas, histórias, rap e jogos de palavras uma festa, com as batidas coloridas a ganharem uma nova vida sob os diversos instrumentos tocados ao vivo. Canções alegres, com mensagens importantes e personagens inesquecíveis, numa abordagem tão inteligente quanto divertida, para ouvir, ler e colher, cuidar e crescer. Para verdes, para maduros!

 

A primeira apresentação está marcada para o dia 5 de Fevereiro, às 17h, na Sala 2 da Casa da Música que se transformará num grande jardim em que todos e todas vão aprender a brincar a importância de ter a "Mão Verde! Dever de ser verde! De ver o ser vivo viver e ser livre!"

 

Casa da Música (Porto)

5 de Fevereiro 2017 | 17.00h

Guimarães pulsa ao ritmo do GUIdance 2017

De 2 a 11 de fevereiro, Guimarães acolhe a 7ª edição do GUIdance, um festival que tem colocado a cidade no roteiro internacional da dança contemporânea. A abrir um cartaz de 9 espetáculos, o GUIdance recebe Russell Maliphant pela primeira vez em Portugal, num momento em que celebra 20 anos de carreira. O arranque está assim marcado para 2 de fevereiro, às 21h30, no Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor (CCVF) com a estreia nacional de “Conceal/Reveal”, espetáculo que celebra duas décadas de colaboração entre o conceituado coreógrafo Russell Maliphant e o pioneiro designer de luz Michael Hulls, que juntos têm criado uma linguagem única entre luz e movimento.

AUTOINTITULADO 1©Direitos Reservados

Na noite seguinte, 3 de fevereiro, à mesma hora, no Pequeno Auditório do CCVF, o festival recebe a mais recente cocriação de João dos Santos Martins e Cyriaque Villemaux, “Autointitulado” (foto), uma peça que estilhaça um conjunto de referências e memórias da dança. No dia 4, às 18h30, desta vez na Black Box da Plataforma das Artes e da Criatividade, a dupla Jonas & Lander estreia no GUIdanceAdorabilis”, uma criação que se serve da riqueza da biodiversidade cultural e natural para criar uma dança-labiríntica. Nessa mesma noite, às 21h30, no Grande Auditório do CCVF, Tânia Carvalho apresenta, em estreia absoluta no GUIdance, a sua mais recente peça, “Captado pela Intuição”, um solo que se situa entre o abstracionismo lírico e o figurativismo. Coreógrafa em destaque nesta edição, Tânia Carvalho retorna ao GUIdance no dia 8, às 21h30, agora na Black Box da Plataforma das Artes e da Criatividade, com a remontagem de “De Mim Não Posso Fugir, Paciência!” (2008), um espetáculo que explora a relação de interdependência entre a música e a dança.

A TUNDRA ©Direitos Reservados

A 9 de fevereiro, no Grande Auditório do CCVF, Luís Guerra apresenta “A Tundra” (foto). Depois das incursões anteriores, que também envolvem natureza, Luís Guerra explora esta zona inóspita em que o belo “se desenha por entre ventos fortíssimos”. Nova estreia nacional no dia 10, agora pelas mãos de Jefta van Dinther e Thiago Granato. Às 21h30, a dupla traz ao Pequeno Auditório do CCVF “This is Concrete”, uma coreografia que se aventura na encenação de algo íntimo em que o público é desafiado a embrenhar-se no espetáculo, como quem se suspende no tempo.

A IMPORTANCIA DE SER desNECESSARIO 2 ©Joaquim Leal

photo: Joaquim Leal

 

O GUIdance dá por encerrada a sua 7ª edição no dia 11 de fevereiro novamente com uma dose dupla de espetáculos. Às 18h30, na Plataforma das Artes e da Criatividade, o palco pertence a Ana Jezabel e António Torres que apresentam no festival a estreia absoluta de “A importância de ser (des)necessário” (foto), peça que reflete sobre as várias “mortes” por que vamos passando ao longo da vida. Às 21h30, no Grande Auditório do CCVF, o GUIdance fecha com a estreia nacional de “Speak low if you speak love”, de Wim Vandekeybus, espetáculo que reafirma a relação de grande cumplicidade entre o coreógrafo belga e o músico Mauro Pawlowski.

 

À semelhança das edições anteriores, o festival apresenta um cartaz de atividades paralelas que aproximarão público, artistas, escolas e pensadores, afirmando o GUIdance como um importante acontecimento artístico no calendário de inverno. Há masterclasses com Russell Maliphant e Nuhacet Guerra da Companhia Ultima Vez de Wim Vandekeybus, conversas pós-espetáculo, sessões para escolas e debates sobre a questão da autoria, um tema instigador que terá dois tempos e dois painéis diferentes dentro da janela do festival, moderados pela jornalista Cláudia Galhós. O meeting point do festival acontece todas as sextas e sábados, a partir de meia-noite, no Café Concerto do CCVF com direito a dj set. Os espetáculos desdobram-se entre o Centro Cultural Vila Flor e a Plataforma das Artes e da Criatividade.

“No Plan”… novo EP de David Bowie editado hoje

No dia em que completaria 70 anos de idade, a 8 de Janeiro de 2017, Columbia Records edita EP de David Bowie com 3 temas inéditos mais a canção “Lazarus” originalmente incluída no album “Blackstar”.

bowie-no-plan

“No Plan”, “Killing a Little Time” e “When I Met You” são as 3 canções novas que juntamente com “Lazarus” podem ser adquiridas a partir de hoje no itunes. Disponivel igualmente a partir de hoje o vídeo para “No Plan”

 

“Amália - o Musical”… o regresso aos palcos

De novo no Teatro Politeama o maior sucesso do espectáculo em Portugal: 6 anos em cena com 1.375 representações e mais de 3 milhões de espectadores. Atendendo a centenas de pedidos o Teatro Politeama vai pôr de novo em cena “Amália - o Musical” no próximo mês de Fevereiro de 2017. “Amália - o Musical” de Filipe La Féria, foi uma das últimas vontades de Amália Rodrigues que em 1998 manifestou o desejo de ver a sua vida num grande musical. Em 1999 o musical subiu a cena no Casino do Funchal tornando-se no maior sucesso de sempre a nível nacional e internacional do espectáculo em Portugal que, só em Paris teve cinquenta mil espectadores na sua apresentação no Zenith, percorrendo todas as capitais francesas e suíças e ultrapassando todos os recordes de audiências.

Cartaz_Amalia

Amália – o Musical” é um espectáculo transversal a todo o público que obteve todos os prémios de melhor espectáculo nacional e a aclamação unânime da crítica internacional. Esta nova versão terá a participação de todo o elenco original que reúne os mais significativos nomes do Fado e do Teatro Português como Alexandra, Anabela, Liana, Carlos Quintas, Tiago Diogo à frente de um elenco de mais de 50 fadistas, actores, bailarinos e músicos..

 

Teatro Politeama (Lisboa)

Estreia a 9 de fevereiro 2017

O Recreio da Anita apresenta… “Micróbio”

Os vídeos d´O Recreio da Anita são um fenómeno viral que já alcança mais de 73.000.000 de visualizações em conjunto no seu canal do YouTube… Desde 2007 no youtube, com 3 discos editados (sendo o mais recente apenas em edição digital), O Recreio da Anita é um projecto muito acarinhado pelos mais pequenos - e pelos seus progenitores.

Image1

"Micróbio" é o tema escolhido para o regresso d' O Recreio da Anita aos ecrãs de todos os formatos. Com letra e música de Teresa Paula Ferreira, o tema dá origem ao primeiro vídeoclip de 2017 deste projecto.

"Micróbio" é também a estreia de uma colaboração entre O Recreio da Anita, as Produções Fictícias e o Canal Q.

O Recreio da Anita prepara agora mais vídeos para os fãs do canal, e um novo espectáculo para poderem cantar as canções com Ana Rocha e companhia.