Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

“Archivo Pittoresco” é o novo disco de Lula Pena

Lançado no passadi dia 27 de janeiro, “Archivo Pittoresco” é o novo disco de Lula Pena, o terceiro da carreira da cantora, compositora, guitarrista e poeta. Lula Pena segue as suas próprias regras, não só na sua carreira como na sua música. A sua voz é inquietante e comovente, o seu estilo na guitarra é único, a sua abordagem é profundamente emocional ao mesmo tempo que conceptual.

600x600bb

Sobre este novo disco, Lula Pena deixou as seguintes palavras: “Este é um repertório aberto e livre, um corpo vivo que se comporta de maneira diferente em cada performance. Cada performance é uma peça única, na qual as várias canções e fragmentos se podem relacionar de maneiras diferentes, consoante o humor, a inspiração, a interacção entre o público e uma entidade temporária composta pela junção da voz com a guitarra. A sequência deste álbum é apenas uma possibilidade linear e encorajo o ouvinte a experimentar ordens diferentes, tal como eu faço em concerto.

Archivo Pittoresco refere-se a inúmeras coisas, a mais importante é o “processo” de criação - baseia-se no movimento de pintores do século XIX, que decidiram sair dos seus ateliers e explorar paisagens orgânicas, ruínas, vistas assimétricas - eu queria explorar o mesmo caminho na música, vagueando entre diferentes línguas.

Gosto de brincar com o destino, enquanto sorte e destino enquanto ponto de chegada ou objectivo. Estou mais interessada em descobrir o que as coisas têm em comum do que o que as distingue. Procuro chegar ao cerne do que constitui todos os diferentes tipos de música - à medula. Há uma verdade escondida que quero encontrar. A simplicidade da voz, cordas e um corpo ressonante ajudar-me-ão a descobri-la, pelo menos para mim mesma. Espero que esta experiência subtil estimule a percepção dos outros.”

 

Próximos Concertos:

11 de fevereiro 2017 - Convento S.Cristovão (Coimbra)

17 de fevereiro 2017 - Festival Cortex - C.C.Olga Cadaval (Sintra)

19 de fevereiro 2017 - Teatro da Vista Alegre (Ílhavo)

 

“Marlon Brando”… Ace com novo trabalho a solo…

Veterano do movimento hip hop nacional, Ace é membro fundador de uma das bandas com mais história no rap nacional, os Mind da Gap. Após 13 anos da sua estreia, Ace volta às edições a solo com o álbum "Marlon Brando". Marlon Brando é o actor que desempenha em "O Padrinho", o papel de Don Vito Corleone, o chefe da família retratada no ­lme, o padrinho original (o pai de Don Vito Corleone tem uma aparição somente introdutória). Sendo Ace um dos pioneiros do movimento Hip Hop nacional e um nome incontornável na história do Rap da sua cidade, principalmente, o cognome de Padrinho é-lhe várias vezes atribuído pelos seus congéneres, daí a escolha do nome do álbum.

capa CD - Ace - Marlon Brando

Mais uma vez, Ace repete a receita do seu álbum "IntensaMente" - todas as bases instrumentais são de autoria do próprio, assim como todas as rimas, interpretação dos refrões, gravação, mistura, masterização e inclusivé design grá­co. Ace vê este álbum como uma espécie de preâmbulo (ou um "amuse bouche") para aquilo que será o seu próximo trabalho, a editar em data por de­nir, que será trabalhado com mais tempo, com convidados, participações especiais e outro tipo de condições.

Este foi todo pensado no espírito DIY e no "não deixes para amanhã aquilo que podes fazer hoje", guiado pelo entusiasmo de fazer música sem pensar muito nos "antes e depois" do mesmo processo. Algo para lembrar o público que está "vivo" e com paixão inabalada pela música e pelo Rap em particular. "Marlon Brando" tem 13 faixas e aqui podemos ouvir as rimas acutilantes do costume, assim como os temas mais introspectivos, as músicas de amor e desamor e umas pinceladas de crítica político-social. Estão aqui os refrões cantados a que Ace já nos habituou e as palavras sempre carregadas de intenção, mesmo nos temas mais "leves". Os instrumentais vão do assumidamente dançável ao boom bap mais clássico, espelho dos gostos pessoais do MC e produtor, que já nos demonstrou não ter grandes preconceitos no que toca à música que faz e ouve. Sem ser uma mistura sem nexo de vários estilos, o álbum consegue ser bastante variado em termos sonoros, o que lhe dá uma riqueza de ambientes equilibrada.

 

A sua escuta na ordem de­finida pelo autor, proporciona uma viagem por variadas ambiências musicais e por estados de espírito diferentes, mas que não se opõem, não se contradizem, antes, complementam-se.

 

Jarvis Cocker e Chilly Gonzales unem-se em novo álbum “Room 29”

Situado no extremo oeste da Sunset Boulevard de Hollywood, o hotel Chateau Marmont tem visto muitos famosos a passar pelas suas portas desde que abriu ao público em 1929. Quando em 2012 o cantor e letrista britânico Jarvis Cocker ficou num dos quartos do hotel, inspirou-se a olhar para a história do hotel, um projeto colaborativo que o uniu ao multifacetado pianista e compositor canadiano Chilly Gonzales. “Room 29”, um ciclo de canções do século 21, que será lançado a 17 de março com o selo da Deutsche Grammophon. A música de Gonzales e as letras de Cocker evocam as vidas de alguns dos antigos hóspedes do quarto 29 (‘Room 29’), além de abordar a fantasia cintilante, mas também a dura realidade, de Hollywood.

a340b914

“Se tens de te meter em problemas, fá-lo no Chateau Marmont”, afirmou Harry Chon, fundador da Columbia Pictures, em 1939. Jarvis Cocker ficou intrigado com as ligações do hotel à história da indústria do cinema. E se fosse possível cantar as histórias de vida e os acontecimentos de que o hotel foi testemunha? A ideia também motivou a imaginação de Chilly Gonzales, e ambos os artistas embarcaram numa viagem de descoberta artística ao longo de três anos, escavando detalhes sobre antigos hóspedes como Jean Harlow, Clara (filha de Mark Twain), e o gangster de Los Angeles Meyer Choen, também conhecido como Mickey the Haberdasher. Além de dramatisarem estas histórias, as canções captam a essência da solidão do quarto de hotel  e as formas como as imagens em movimento têm influenciado as pessoas de formas que elas próprias não compreendem inteiramente. Gonzales e Cocker inspiraram-se no modelo do século XIX do ciclo de canções para uma estrutura capaz de conter uma vasta gama de emoções e estados de espírito suscitados por dramas reais e imaginários de um quarto de hotel pouco comum. O quarto 29 (‘Room 29’) emerge como uma metáfora de um lugar dentro de cada um de nós, onde vivem os nossos desejos e fantasias mais profundos.

Desde que se mudou para a Alemanha no final dos anos 1990 que Chilly Gonzales tem abraçado vários tipos de projetos, abraçando todos os géneros do rap ao rock experimental, passado pelo hip hop ou pelo minimalismo inspirado em Satie. O pianista com formação clássica já colaborou com o Kronos Quartet no seu último álbum, “Chambers”, ganhando aclamação crítica pela sua abordagem à música de câmara neo-romântica numa era pop. O quarteto de cordas colabora proeminentemente neste “Room 29”. Jarvis Cocker, vocalista dos Pulp e com dois discos a solo editados, desenvolveu uma carreira na rádio, apresentando os programas “Jarvis Cocker’s Sunday Service”, na BBC Radio 6, e “Wireless Nights”, na BBC Radio 4.

 

Room 29” foi gravado em Paris, após um período de trabalho conjunto na Kampnagel, em Hamburgo, em janeiro do ano passado. Os músicos voltarão a Kampnagel para três concertos, de 17 a 19 de março, antes de iniciarem uma digressão que passará pelo Barbican Centre, em Londres (23 a 25 de março), pelo Berlin Volksbühne (28 a 30 de março), Paris (abril/julho) e vários festivais de verão.

Sensualidade em Fevereiro no Sé la Vie

O mês de Fevereiro é um mês de sensualidade e romantismo, mas também é, como sempre um mês de diversão.

É essa diversão aliada à sensualidade das cervejas artesanais que o Sé Lá Vie em Braga apresenta a sua programação para o mês de Fevereiro.

16473293_1465787966765174_1019206508153923012_n.jp

A música ocupa o espaço mais importante do espaço e Gobi Bear surge por lá já no dia 11 para apresentar as canções mais recentes do seu EP. No fim de semana seguinte os Lotus Fever vêm ao Minho mostrar o seu mais recente disco “Still alive for the growth”.
Com música nova, os Them Flying Monkeys sobem ao palco no dia 24 e no dia 25 o rock mais agressivo invade o espaço com os riffs de Nooj e Fugly.

Salão Erótico do Porto celebra 10 anos em 2017…

O Eros Porto chegou em 2007, cresceu ao longo dos anos, consolidou-se no calendário de grandes eventos a Norte e tornou-se no maior evento erótico português e um dos principais da Península Ibérica e do continente europeu. A X edição realiza-se entre 9 e 12 de março, na Exponor, e tem como porta-voz a conhecida atriz brasileira Dunia Montenegro. Em destaque vão estar as mais recentes tendências e novidades, nacionais e internacionais, das áreas do erotismo e da sexualidade, não só em termos de práticas sexuais, produtos e serviços, como também de espetáculos e de artistas. A componente educativa tem sido constante e, em 2017, para além das questões da sexualidade e do VIH/SIDA, o certame acolhe um projeto na área do cancro da mama que pretende aumentar a autoestima das mulheres mastectomizadas.

Cartaz Eros Porto 2017

E são precisamente as mulheres que estão na base do sucesso do Salão Erótico que contou com mais de 200 mil pessoas desde a primeira edição. Segundo Juli Simón, diretor do Eros Porto, “de todos os eventos eróticos internacionais, este é o que tem maior participação de mulheres. Isto é um orgulho para a organização porque significa que a oferta apresentada não é apenas atrativa aos homens”. Para a afluência crescente do público feminino contribui o facto “da mulher portuguesa viver com absoluta liberdade e normalidade a sua própria sexualidade”, explica Juli Simón, para quem existe ainda outro fator de êxito, “a variedade da oferta e a presença de todos os géneros sexuais”.

 

O cinema adulto pode ser mais do que entretenimento, pode inclusive ter um papel importante no ensino e esclarecimento das questões da sexualidade. É com base nesta ideia, suportada por um projeto inovador de uma produtora espanhola, que surge nesta edição do Eros Porto uma nova área temática dedicada ao Porno Educativo. Aqui combina-se formação sobre todo o tipo de temas relacionados com o sexo.

 

Também pela primeira vez, o Salão Erótico do Porto vai chegar a casa dos portugueses através do pequeno ecrã. O certame conta com transmissões em direto para os canais adultos por cabo da produtora nacional Hotgold. Os conteúdos produzidos em direto e todo o ambiente de um estúdio de TV de um canal para adultos vão estar acessíveis aos visitantes. Já para os que desejem descontrair num ambiente mais intimista, o X Eros Porto inaugura uma ZONA VIP com um serviço de bar de qualidade. Nesta área é possível conhecer os melhores artistas dos vários palcos e áreas temáticas do evento e até assistir a pequenos shows exclusivos.

 

O Eros Porto conta ainda com as áreas AULA, onde decorrem conferências, palestras, debates sobre os mais diversos temas relacionados com erotismo e sexualidade, para além da apresentação de livros; e arte, com especial ênfase na pintura e na escultura, mas aberta à participação dos artistas de todas as disciplinas que se queiram candidatar. Por todo o espaço estão ainda disponíveis Atividades para as Mulheres, com destaque para o Concurso Anual de Striptease Masculino, cujo vencedor é escolhido pelo público feminino. A completar toda esta oferta, e para além da presença de massagistas masculinos e femininos, estão as tatuagens e piercings de Serginho da Wild Buddha Tattoo, conhecido tatuador dos jogadores de futebol e que traz este ano ao evento um novo projeto na área do cancro da mama. Ao longo dos quatro dias, o público pode ainda desafiar os seus próprios limites, através da participação nos vários concursos em palco. 

 

No X Eros Porto – Salão Erótico do Porto participa o maior número de artistas de sempre. São mais de 130 artistas nacionais e internacionais, provenientes de vários países, com destaque para Portugal, Espanha, Itália e Hungria. Todos os protagonistas, entre atrizes, strippers, pole dancers, drag queens e transformistas, podem ser vistos em 14 palcos e áreas privadas em espetáculos contínuos

 

Exponor (Matosinhos)

9 a 12 de Março 2017

O “salero” do flamenco mostra-se em Leça da Palmeira

Entre o fogo da paixão e a graciosidade esvoaçante das mãos, a dança dos andaluzes toma amanhã conta do Museu da Quinta de Santiago, em Leça da Palmeira. O II Encontro de Professores de Flamenco tem início marcado para as 21h30 e promete ser um compêndio de apresentações coreográficas demonstrativas do poder da dança que nasceu da reunião de árabes, ciganos, judeus e andaluzes.

16265996_1384049568283859_7974167034917322739_n.jp

O local para este segundo encontro não é fortuito: a antiga casa dos Santiago, agora museu municipal, foi outrora habitada por María Navarro, a andaluza que foi esposa de Dinis Santiago, filho único da família. Não se pode saber se María e Dinis bailavam o flamenco, mas, em caso afirmativo, o palacete erguido na margem direita do Leça volta amanhã a vivenciar os toques "rasgados" da guitarra, o sapateado palpitante e o baile elegante (mas conturbado pelas perdas e pelos desamores).

 

Realizado pela primeira vez no ano passado, no Porto, o encontro de amanhã precede o Encontro de Escolas de Dança Flamenca do Norte, que em 2017 terá a sua sétima edição. Presentes estarão os professores Ana Paula Costa, Ana Silva, António Carvalho, Catarina Ferreira e Sandra Esteves, interpretando os movimentos que normalmente ensinam aos seus alunos.

A entrada é livre

 

Museu da Quinta de Santiago (Leça da Palmeira)

4 de Fevereiro 2017 | 21.30h

Pedro e os Lobos + A Jigsaw em Almada

Pedro & os Lobos é um exercício de liberdade musical, em que a mistura de paisagens que alternam entre a paixão pelo deserto e a admiração pela organização do caos urbano se interligam, criando uma sensação de viagem através de múltiplas e diferentes paragens.

16300394_1541594605870447_8781721538679389973_o.jp

A busca das origens e da simplicidade musical, são um exercício constante neste primeiro trabalho. O cruzamento entre os “Blues”, o “Contemporâneo” e a “Dark Pop”, os ambientes cinemáticos e as histórias contadas, que poderiam bem, fazer parte da banda sonora em episódios do nosso dia-a-dia, são os tónicos para este primeiro trabalho.

Este é um disco que faz parte de um processo de observação e aprendizagem com velhos mestres, é um disco que trilha um novo caminho que agora começa.

 

Cine Incrivel (Almada)

3 de fevereiro 2017 | 22.30h

Imagine Dragons de volta com novo single “Believer”

Os Imagine Dragons acabam de lançar um novo single, “Believer”, já disponível para download digital e em streaming nas várias plataformas online. Os Imagine Dragons associaram-se à Nintendo para revelar este “Believer” duma forma única. Pela primeira vez, a Nintendo terá um anúncio durante o Super Bowl e “Believer” irá dar música a essa campanha. A partir de hoje já está disponível uma versão de 30 segundos deste anúncio.

16473443_10154941703916407_6842877024769239175_n

“Este último ano tem sido o ano mais centrado e positivo da minha vida. Esta canção mostra como a dor emocional que atravessei nos últimos anos ajudou-me a progredir para um lugar mais saudável mentalmente. Essa adversidade é o que realmente nos ajuda a acreditarmos em nós próprios”, disse o vocalista Dan Reynolds sobre o tema.

Constituídos em 2009 por Dan Reyndols (vocalista), Wayne Sermon (guitarrista), Ben McKee (baixista) e pelo baterista Daniel Platzman, os Imagine Dragons conquistaram uma forte base de seguidores logo quando editaram uma série de EPs de forma independente. A banda estreou-se numa multinacional com o EP “Continued Silence”, em 2012, do qual saiu o single “It’s Time”, dupla platina.

Um ano depois foi editado “Night Visions”, álbum que atingiu o n.º 2 dos top Billboard 200, vendendo quase quatro milhões de cópias em todo o mundo e chegando ao n.º 1 do Spotify Worldwide em 2013. O segundo single de “Night Visions”, “Radioactive”, atingiu 9 platinas e chegou ao n.º 1 da tabela Billboard Rock, além de ter garantido à banda o prémio Grammy para Melhor Performance Rock.

O terceiro single, “Demons”, atingiu o n.º 1 das tabelas Alternative e Top 40 de airplay de rádio e vendeu 3,9 milhões de cópias nos EUA. O último lançamento da banda, “Smoke Mirrors”, entrou diretamente para o 1.º lugar do top Billboard 200.

 

Os Imagine Dragons actuam dia 8 de Julho no Palco Nos do Nos Alive.

“Skin” o regresso dos The Machine Wolf…

Depois da estreia em 2016 com o EP “ Eclectric” os The Machine Wolf acabam de editar no passado dia 1 de fevereiro o seu segundo EP “Skin”.

A banda de Aveiro continua a sua viagem pelos meandros do psicadelismo eletrónico iniciada com “Eclectric”, apresentando uma personalidade vincada nas suas musicas, bem ao estilo dos Depeche Mode.

a3807926787_10

Segundo a banda “Skin” o titulo deste novo EP… “ pele, Vestimo-la, como uma máscara. Uma linha ténue que nos separa do mundo exterior. A nossa identidade, definida pela nossa experiência. Um estado de espírito, no seu estado mais puro. Criação. Visão. Evolução. A nossa representação do que nos rodeia”

“Skin” um disco para descobrir, uma pele para destapar e uma banda em ascenção, constituída por Marcelo Pestana na voz, Gonçalo Lemos e Jorge Oliveira.

 

O EP está disponivel no bandcamp da banda

NEOPOP ’17… Kraftwerk 3D, Moderat (live), Rødhad e muito mais…

Porque a celebração da música electrónica se faz cada vez mais de Viana para o Mundo, estes são os primeiros nomes do Neopop Festival '17, de 3 a 5 de Agosto de 2017.

Kraftwerk_CAA_Approved_Website.jpg

Kraftwerk, as lendas alemãs consideradas como os pioneiros da música electrónica, chegam a Viana com um espectáculo que não é mais que a sincronização perfeita entre o mais puro som digital e as projecções em 3D mais impressionantes. Fonte inesgotável de inspiração para uma vasta gama de géneros musicais, do Electro ao Hip Hop, Techno ou o Synthpop, os Kraftwerk escreveram e continuam a escrever na história da música, sendo reconhecidos em todo o mundo há mais de quatro décadas. Este concerto está incluído na programação da última noite do Neo Stage apresentada pela Red Bull Music Academy.

moderat-press-2016-billboard-1548.jpg

Os Moderat são a equipa perfeita, composta pelos gigantes Modeselektor e Apparat. De um lado, dois dos meninos mais excitados que abalaram o Techno a nível planetário com o seu som super-poderoso, do outro um dos grandes poetas da música electrónica. A união sagrada funciona tão bem já há 3 combinações mágicas que irão ficar para a posteridade. É exatamente com a terceira, o álbum “III”, que vão levar o público do Neopop numa viagem às escuras que não poderia ser mais reveladora.

rodhad.jpg

Rødhad é, desde 1991, um dos mais reconhecidos e respeitados DJs a nível internacional. A sua técnica irrepreensível alia-se ao seu estilo caracterizado por uma mistura única de DUB-TECHNO com groove e percussões. 2012 marca o arranque da sua residência no histórico clube berlinense Berghain, assim como o arrancar da sua label Dystopian. É com enorme felicidade que o Neopop volta a receber um dos Break Through Artist Of The Year para a Resident Advisor.

 

Tempo ainda para reforçar o cartaz com mais 7 nomes… Luke Slater enquanto Planetary Assault Systems, um dos pioneiros e fervoroso impulsionador da cena britânica de Techno, vem apresentar o seu último álbum “Arc Angel”, editado em 2016. DJ Stingray, mais conhecido como fundado da “Urban Tribe”, referência inevitável do espectro musical do techno de Detroit. Voiski, produtor de origem francesa com uma carreira singular na música electrónica, oscilando entre projectos mais ligados à música experimental e a produção de temas com a sua assinatura pessoal onde o rigor é distintivo e os loops infinitos. Sonja Moonear, artista de Genebra de renome mundial, com formação clássica que desde cedo trocou o piano por pratos e por um Roland 8. Dax J, dj/produtor natural de Londres, residente em Berlim, autor de sets marcados pela sua intensidade e endurance. Paula Temple, uma das caras da nova cena techno, fã assumida de “Noise”, algo palpável no lançamento de “Deathvox”, o seu segundo trabalho na legendária label R&S. Eric Cloutier, jovem Dj de origem americana, referido pela comunidade da cena electrónica como um “selector underground”.

 

'Deixem o Pimba em Paz' e Gisela João com convidados especiais no Montepio às vezes o amor

A noite de dia 14 de Fevereiro vai ser (ainda) mais especial!

'Deixem o Pimba em Paz' e Gisela João prepararam espetáculos únicos para celebrar em palco o Dia dos Namorados.

469e4f6a-1da3-4c6f-a589-8a240df2f5f3.jpg

António Zambujo, Capicua e Samuel Úria são os 3 convidados que Bruno Nogueira e Manuela Azevedo 'conquistaram' para a última apresentação em Lisboa de 'Deixem o Pimba em Paz'. Será uma noite de encher o coração com grandes momentos que, com certeza, ficarão na memória e nos telemóveis de todos os que estiverem no Coliseu do Recreios!

3b4f0322-d3f0-48bb-8063-f9aca3dc781c.jpg

Em Coimbra, o encontro faz-se entre Gisela João e JP Simões. Os dois prometem partilhar canções da sua vida em formato íntimo e exclusivo com a plateia do Convento São Francisco. Imperdível!

30 anos de carreira dos Lucky Duckies… ao vivo

No ano em que comemoram 30 anos de carreira, os Lucky Duckies apresentam na Casa da Música o seu novo disco. O projecto que começou em Lisboa, em 1987, traz uma sonoridade retro, evocativa dos anos 40, 50 e 60 do século XX, com influências musicais que passam por Elvis Presley, Jerry Lee Lewis, Ella Fitzgerald, Doris Day, Tony de Matos e Madalena Iglésias, entre muitos outros.

FB_IMG_1485570661074.jpg

Os trabalhos discográficos da saga “Glamour & Nostalgia” revelaram-se um sucesso, ajudando a banda a cimentar a sua longa carreira. Apresentando-se um pouco por todo o mundo em festivais, cruzeiros e diversos eventos, o projecto tem conquistado cada vez mais público e reconhecimento.

 

Casa da Música / Sala 2 (Porto)

4 de Fevereiro 2017 | 21.30h

Moullinex está de volta com novo single… “Open House”

Luís Clara Gomes, o músico por trás do projeto Moullinex, está a abrir caminho para um novo álbum que será editado este ano e se “Open House” permite antever algo, então preparem-se para uma viagem suave pelo nirvana funk. O single é lançado hoje, 3 de fevereiro.

Captura_de_ecra_2017_02_03_a_s_09_56_07.png

Open House” é um tema claramente apontado às pistas de dança, sendo impossível resistir ao seu groove viciante. O piano abraça-nos como um velho amigo e quando se ouvem os primeiros sintetizadores já é tarde demais: estamos conquistados. Esta canção é como a banda sonora de um clube imaginado criado por George Clinton e Colonel Abrams no Rio de Janeiro em 1981.

O single conta com a participação de Tee Flowers, artista cuja identidade tem estado envolta em mistério, mas que agora se revela ao lado de Moullinex numa autêntica celebração da dança e do amor coletivo.

"Indo Eu" é o segundo single do álbum "Singapura" dos Moda Americana

O sexo vende. É esta a premissa para o videoclip de "Indo Eu", segundo single dos Moda Americana. Com fortes raízes e inspiração em vídeos dos anos 80 e 90, a banda e o realizador querem com este vídeo ferir susceptibilidades e chamar à atenção dos demais.

INDO EU THUMBNAIL.png

O vídeo consiste numa atuação simulada e fictícia da banda com planos gerais de cada elemento e também do grupo inteiro com close-ups ocasionais, enquanto no cenário atrás passam vídeos de pornografia dos anos 80 e 90, mascarados com mudanças de cor e pormenores ao tempo da música. A banda e o realizador tentam assim criar uma crítica à banalização do sexo nos media e no dia a dia do comum mortal.

No último ato acontece a verdadeira surpresa do vídeo, onde a banda simula uma paródia a todos os vídeos pornográficos com um banho de leite a cada elemento da mesma.

 

Os Moda Americana são uma banda de rock alternativo de Lisboa com uma sonoridade psicadélica moderna e expansiva. A lírica de Nuno Fernandes explora o quotidiano de forma fantasiosa e alegórica. A interação entre personagens surreais inspiradas no íntimo contacto com a natureza e o imaginário geográfico demarcado no seu single de lançamento, “Singapura”, resultam numa viagem descomprometida pelo som da banda. Oriundos de diversas esferas musicais, Afonso, Guilherme, Vítor (membros de Alice) e Hugo (Them Flying Monkeys) juntam-se a Nuno Fernandes para criar Moda Americana. No final de 2016, quando apareceram, mostraram o seu potencial tendo chegado à final do Vodafone Mexefest Band-Scouting na estação de metro da Alameda, mas não vão ficar por aqui. Os dois primeiros singles (“Singapura” e “Indo Eu”) do disco “Singapura” estão já disponíveis nas plataformas digitais e a passar nas rádios nacionais, estando a data de lançamento do disco apontada para dia 24 de Março, e com apresentação no Musicbox.

Terras sem Sombra… Esperanza Fernández declara “um carinho muito grande pelo Alentejo”

O Terras sem Sombra concretizou a primeira etapa da "Embaixada do Alentejo” em Sevilha com a conferência de apresentação do festival que se realizou no Consulado-Geral de Portugal. Na conferência de imprensa estiveram presentes os autarcas de todos os municípios que integram o projecto em 2017, alguns dos artistas que actuam este ano, como Esperanza Fernández, Miguel Ángel Cortés e Fahmi Alqhai e, também, o maestro brasileiro João Guilherme Ripper, presidente do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, o compositor da primeira ópera construída no Baixo Alentejo.

12.JPG

O cônsul-geral de Portugal em Sevilha, Jorge Monteiro, destacou “a existência de um Alentejo moderno que se perfila como um destino de excelência para a música erudita em cenários de excepção”. Por sua vez, o presidente da ARPTA, Vitor Silva, salientou o Alentejo “como um território de experiências únicas, como as proporcionadas pelo Festival”. Por fim, o director artistico, Juan Ángel Vela del Campo, sublinhou que “Portugal oferece algo que em Espanha já se perdeu, a capacidade de bem acolher”.

 

A Escola Profissional de Alvito foi a entidade responsável pela concepção dos produtos regionais que se puderam degustar no final. Fizeram ao vivo uma Encharcada do Convento de Santa Clara e um shot de Açorda Alentejana e pôde-se provar Migas Alentejanas com uma espetada Terra e Mar, salada de batata e pimentos assados com Cavala.

21.JPG

Uma característica que este projecto conseguiu ao longo dos anos prende-se com a articulação das vária entidades da região para levar a cabo tanto um festival de referência internacional como esta “embaixada”, a qual reúne, mais uma vez, os municípios de Almodôvar, Sines, Santiago do Cacém, Ferreira do Alentejo, Odemira, Serpa, Castro Verde e Beja. Juntam-se-lhes a Direcção Regional de Cultura, a Direcção Regional da Conservação da Natureza e Florestas e a Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo. O Festival é organizado pela associação Pedra Angular e pelo Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja.

 

Com o intuito de aprofundar os laços já criados, esta “embaixada” contempla ainda, um encontro entre autarcas e agentes culturais e económicos. A comitiva portuguesa será recebida no dia 3 de Fevereiro pelo Alcaide de Sevilha e pelo presidente da Diputación Provincial.

 

Programa completo da Embaixada do Alentejo a Sevilha no consulado Geral de Portugal em Sevilha

 

3 de Fevereiro

10:00 - Reuniões entre os representantes autárquicos e o Alcalde de Sevilha.

4 de Fevereiro

20:00 - Concerto “Imenso Sul“ com a participação de Rancho Cantadores da Aldeia Nova de São Bento, Cantadores do desassossego, Esperanza Fernandez, Miguel Ángel Cortés, Árcangel e Fahmi Alqhai

Entrudanças 2017… em Transumâncias Culturais!

Dos imensos rebanhos que calcorreavam os pastos de Portugal e invernavam no Campo Branco, às Transumâncias Culturais que nascem da partilha de tradições, culturas, formas de ser e de estar, e que este ano servem de mote a mais uma edição do Entrudanças. Nos dias 24, 25 e 26 de fevereiro, Entradas volta a receber artistas de várias disciplinas e participantes de todo o país, para um fim-de-semana de convívio e celebração, cruzando gentes e o saber-fazer de vários locais.

eeImage1

Entre as atividades programadas estão já confirmados os concertos-bailes com Cindazunda (PT), EmBRUN (BE), Baile com Baião de 3 (PT/BR), Bazz (BE), entre muitos outros, assim como várias oficinas de dança, animações de rua, oficinas de instrumentos e gastronomia local. 

 

Castro Verde

24 a 26 de Fevereiro 2017

Savages regressam a Portugal… Nova confirmação NOS Alive 2017

O NOS Alive conta com mais uma adição ao cartaz desta 11.ª edição. As britânicas Savages sobem ao Palco Heineken dia 7 de julho, para apresentarem o último trabalho de estúdio, “Adore Life”. A banda junta-se no segundo dia do festival aos já confirmados Foo Fighters, Parov Stelar, The Kills, Warpaint e Wild Beasts.

Savages1.jpg

O segundo longa-duração do quarteto londrino, “Adore Life”, editado em janeiro de 2016, foi gravado nos estúdios RAK em Londres e contou com a produção de Johnny Hostile e mistura de Trentemøller. Todos os temas foram escritos e interpretados pelos quatro elementos da banda, liderada por Jehnny Beth.

Intensas e magnéticas em palco, as Savages prometem um concerto inesquecível no NOS Alive. A energia que lhes é característica volta a estar presente no segundo registo de estúdio que, tal como o primeiro, voltou a ser nomeado para o Mercury Prize.

"Royal Fado" de Yolanda Soares ajuda refugiados Sírios Universitários

A Universidade de Coimbra, na celebração dos 727 anos, juntamente com a By The Music Produções, promovem concerto solidario “Royal Fado” de Yolanda Soares para apoiar os refugiados sírios que frequentam a Universidade.

b50d4235-9725-4d19-814b-1792036d8088

São Fados Amalianos acompanhados por um instrumento inesperado e surpreendente no fado, a harpa, num diálogo com a guitarra portuguesa a acompanhar a voz única de Yolanda Soares num requinte e qualidade inigualáveis em alguns dos temas mais românticos da vida de Amália como "Com que voz", "Amêndoa Amarga","Soledad" ,"Lianor" etc. É uma homenagem a Amália e ao romantismo da sua época mais inovadora e virtuosa, onde os fados quase faziam lembrar óperas aos ouvidos dos guitarristas dessa época que acompanhavam Amália e que diziam ironicamente "Lá vai ela para as óperas". Fados que foram apelidados mais tarde como sendo as "óperas" de Amália. A voz de Yolanda assegura toda a sonoridade que nos transporta para uma espécie de banda sonora "Vintage” e para o romantismo das óperas de Puccini.

 

Tal como nos tem habituado nos seus projectos, Yolanda Soares une mais uma vez a música mais erudita, o canto lírico e a ópera, ao Fado. Um "Fado" inovador, misterioso, emotivo e elegante que contagia e envolve pela diferente abordagem musical que inclui também as percussões místicas orientais, o cajon ,o violino e convidados especiais.

 

TAGV (Coimbra)

3 de Março 2017 | 21.30h

Academia italiana de fashion & design NABA MILANO lança bolsas de estudo

A cidade de Milão é uma das capitais da criatividade da Europa. Reconhecida pelos seus arquitetos, designers, criadores de moda e editores, a metrópole italiana tem uma dimensão cultural e artística internacionais. Para os estudantes destas áreas a oportunidade de estudar nesta cidade é um verdadeiro sonho tornado realidade. Este ano, a prestigiada academia italiana de Fashion & Design NABA MILANO, volta a lançar Bolsas de Estudo com o objetivo de apoiar jovens talentosos e extremamente motivados que ambicionam por uma experiência académica única.

naba_talent_sito_i

As Bolsas de Estudo vão ser distribuídas pelos Cursos de Verão e pelas Licenciaturas. Para os dois programas vão ser lançados concursos internacionais que visam a seleção dos melhores candidatos. Para os Cursos de Verão, que têm a duração de duas semanas e decorrem entre junho e agosto de 2017, a Academia vai oferecer 20 bolsas de estudo que cobrem em 50% o valor das propinas. Podem candidatar-se todos os estudantes com 18 anos que apresentem um projeto criativo que expresse a essência de Itália através do Design sob o tema “Italian Lifestyle & Culture”.

Todos os projetos devem ser acompanhados da sua descrição e enviados por email até ao dia 17 de fevereiro para: joao.rosa@laureatedesign.com

 

Para as Licenciaturas, a prestigiada escola milanesa vai oferecer 6 bolsas de estudo que cobrem em 40% as propinas do primeiro ano académico, sendo renovados nos dois anos seguintes se os critérios académicos se mantiverem.  Com a designação “Naba’s Got Talent Competition 2017”, a candidatura está aberta a qualquer estudante internacional finalista do secundário. Com início a 17 de outubro, as Licenciaturas em Graphic Design & Art Direction, Design (Product + Interior), Fashion Design, Media Design and Multimedia Arts, Digital Production, Theatre Design, Painting and Visual Arts, oferecem a oportunidade de aprofundar conhecimentos ao nível da arte e das suas técnicas e de desenvolver competências em cultura criativa.

 

O prazo de entrega das candidaturas é no dia 17 Fevereiro (Cursos de Verão) e 10 de março (Licenciaturas).