Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Luísa Sobral no dia dos Namorados no Theatro Circo

No dia dos Namorados, Luísa Sobral será a voz para aquecer os corações que habitarão o Theatro Circo na provável noite fria de 14 de fevereiro, terça-feira, pelas 21h30.

16195604_1908395889394358_6393792398593292163_n

photo: Paulo Homem de Melo

 

Depois de três álbuns, sendo o último o “Lu-Pu-I-Pi-Sa-Pa”, um trabalho que agradou a miúdos e graúdos, “Luísa”, é um álbum que reflete a maturidade da artista e invoca as suas influências primordiais que passam pelos grandes nomes do Jazz e do Folk. Gravado no United Recording Studios, contou ainda com a participação de músicos de exceção, como Marc Ribot e Greg Leisz nas guitarras, Jay Bellerose na bateria, Patrick Warren nos teclados, David Piltch no contrabaixo e Levon Henry no saxofone e clarinete.

 

Este é o novo álbum de originais onde, segundo a cantora, “o piano cede o protagonismo à guitarra”. “Luísa” conta com Mário Delgado na guitarra, João Salcedo no teclado e no piano, João Hasselberg no baixo e no contrabaixo e Carlos Antunes na bateria. Foram sobretudo os espectáculos e as participações televisivas especiais, como a que assegurou no programa de Jools Holland, na BBC que impulsionaram o seu percurso dentro e além-fronteiras. Espanha, França, Suíça, Alemanha, Inglaterra, Marrocos, China, Namíbia, Zimbabwe e África do Sul já figuram entre as suas escalas.

 

Agora é a vez do Theatro Circo apresentar Luísa Sobral ao público de bracarense numa das noites mais especiais do imaginário humano. De 15 a 27 de fevereiro, aqueles que apresentem o bilhete do espetáculo da Luísa Sobral na bilheteira do Theatro Circo, terão direito a 50% de desconto na peça de teatro Romeu e Julieta de William Shakespeare no dia 28 de abril

 

Theatro Circo (Braga)

14 de fevereiro 2017

Há Fado no Cais… Cristina Branco apresenta “Menina”

Cristina Branco é sinónimo de sofisticação.

Dentro de uma área de fortes raízes conservadoras e tradicionalistas como é o fado, Cristina Branco apresenta sempre uma alternativa alicerçada no profundo conhecimento dos poetas e poemas que interpreta, em compositores requintados e em músicos de excelência.

CristinaBrancobyPedroFerreira

photo: Pedro Ferreira

 

Menina” é o título do seu novo trabalho com temas originais de autores como Filho da Mãe e André Henriques (Linda Martini), Cachupa Psicadélica, Mário Laginha e António Lobo Antunes.

 

Centro Cultural de Belém (Lisboa)

25 de Fevereiro 2017 | 21.00h

Drake conquista dois prémios Grammy graças a “Hotline Bling”

Hotline Bling”, um dos maiores sucessos do rapper Drake dos últimos anos, foi coroado como a Melhor Canção Rap na mais recente cerimónia de entrega dos prémios Grammy. O single foi ainda premiado com o Grammy de Melhor Performance Rap Vocal.

drake-hotline-bling-00

“Hotline Bling” é um dos vários êxitos que fazem parte do multiplatinado “Views”, o quarto álbum de estúdio do rapper canadiano.

A cerimónia contou ainda com a estreia ao vivo do mais recente single de Katy Perry,Chained to the Rhythm”, e com o encontro único em palco entre Lady Gaga e os Metallica.

Talkfest'17… Oradores e entidades / programação do evento

A 6ª edição do Talkfest'17 anuncia os nomes nacionais e internacionais para as diferentes secções do evento, totalizando assim mais de 90 pontos de programação que tornam esta edição com um record de oradores que estarão distribuidos para a discussão de temáticas com vista à agregação da indústria musical nos seus diferentes pólos - promotores, autarquias, artistas, investigadores, media, marcas e prestadores de serviços.

9d4d2e_2f6f103168244220b74c762de667e537~mv2_d_4167_1542_s_2.png_srz_4167_1542_85_22_0.50_1.20_0.00_png_srz

 

Conferências (9-10 março)

 

International Speaker

- Enrique Helguera de la Villa (music critic / journalist Radio 3)

- Thomas Jensen (diretor Wacken Open Air)

Moderadores

- José Carlos Araújo (jornalista TVI)

- Luís Talete (locutor Rádio Meo Music)

- Marcos Pinto (jornalista TVI)

- Mário Rui Vieira (jornalista Blitz)

- Ricardo Borges de Carvalho (jornalista Sic Notícias)

- Rui Pedro Reis (jornalista SIC)

- Sandra Rodrigues dos Santos (jornalista Correio da Manhã)

- Tiago Ribeiro (radialista Antena 3)

Speakers

- André Rebelo (diretor Brunch Electronik Lisboa)

- Ângelo Lourenço (Técnico som Paus / Linda Martini)

- António Nunes (presidente Observatório Segurança, Criminalidade  Organizada e Terrorismo)

- Bruno Brito (Gestor APAV - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima)

- Carla Simões (Management & Booking director Universal Music Portugal)

- Carlos Carmo (coordenador Festival Med)

- Carlos Silva (artista Karetus)

- Cátia Tomé (Owner blog According to Panda)

- Diogo Marques (partner Dot Global / Produção Vilar de Mouros)

- Dynamic Duo (Dj Cruzfader + Stikup)

- Emmy Curl (artista)

- Fábio Lopes (diretor Buzz TV / Instagrammer e YouTuber)

- Filipe Pathé Duarte (professor / investigador Rel.Int. & Segurança - consultor Visionware)

- Gonçalo Morais Leitão (Resp. Auto-promoções RTP / Filho da Pub)

- Hélvio Braga (director Festival Maré de Agosto)

- Hugo Reis (Diretor artistico Fahr 0213)

- Inês Magalhães (diretora MagaSessions & MagaFest)

- João Ataíde (Presidente Município Figueira da Foz)

- Jorge Figueiredo (CEO Digitalframe)

- José Silva (diretor Wide Future)

- Luís Araújo (Presidente Turismo Portugal)

- Luís Mendes Alves (administrador Porto Lazer)

- Luís Salgado (Produtor Vagos Metal Fest / Amazing Vanilla Events)

- Luís Salgueiro (diretor Genius Y Meios / Rfm Somnii)

- Márcio Laranjeira (fundador Milhões de Festa / Lovers & Lollypops)

- Margarida Pinto (artista)

- Mariana Couto (booker We Are Music)

- Miguel Carretas (diretor geral Audiogest)

- Miguel Guerra (Manager Patrocínios & Eventos Meo)

- Miguel Oliveira (Int. Label Manager Sony Music Portugal)

- Miguel Miranda (Presidente IPMA - Instituto Português Mar e Atmosfera)

- Mimicat (artista)

- O Martim  (artista)

- Pedro Carvalho (responsável Transform-Arte / Zna Gathering)

- Pedro Cluny (técnico som em diversos festivais)

- Pedro Pires (presidente Clube Criativos de Portugal / resp. Festival Iminente)

- Pedro Valente (founder Azáfama)

- Peperan

- Ricardo Freitas (dir. marketing Monte Verde Festival)

- Rita Morgado (Diretora comunicação Bons Sons)

- Salvador Sobral (artista)

- Sofia Fernandes (owner Às 9 no meu blog)

- Sofia Teixeira (autora Blog Bran Morrighan)

- Vasco Cornélio da Silva (diretor Campo Pequeno)

- Von di Carlo (produtora musical / artista)

 

Apresentações profissionais (9-10 março)

 

- Ticketea - the new role of ticketing companies: not providers, but partners. Por: Ismael Garcia (CMO)

- Ecofestes - os copos reutilizáveis tornaram-se obrigatórios para os festivais? Por: Hugo Moreira (diretor)

- Sofar Sounds Lisbon - novas soluções de oferta de música. Por: Inês Pires (City leader) e João Alvarez (City Manager)

- Go For Music - one flight, discover a festival, enjoy Portugal. Por: Ana Luísa Costa (founder)

- Polishows - evolução tecnológica e qualidade na luz, som e componente visual por António Ponte (diretor)

- Cordas - World Music Festival (win  trip to Portugal's highest mountain) por Terry Costa (artistic diretor)

- Marginal Voluntariado- a evolução da área do voluntariado nos próximos dois anos? por Miguel Lopes (diretor)

- Coolture - Plataforma web, em formato de Market Place, para a promoção e divulgação de eventos de cultura e entretenimento, por João Perdigão e Filipe Magalhães (partners)

- Rodellus - um festival para quem não tem medo do campo, por Maria Manuel (produtora) e Jorge Dias (diretor)

- S.P.O.T. - A importância da área alimentar no festival - o exemplo do NOS Primavera Sound, por Ana Neto e Joana Lima (directors)

- Next 360 - o novo streaming para eventos,  por Michael Pimenta (COO)

- SGS - Sustentabilidade nos festivais de música: análise de casos em Portugal, por Cláudia Rocha (Technical Manager)

- GDA - a gestão coletiva dos direitos conexos e de autor de artistas, por Pedro Oliveira (diretor-geral)

 

Apresentações científicas (9-10 março)

 

- A experiência nos festivais de música (2014, Filipa Queirós, UAveiro).

- A influência do marketing experiencial na construção da notoriedade das marcas - o caso do Nos Primavera Sound (2016, Tânia Cerqueira, IPAM)

- Perfil do Festivaleiro Português e Ambiente Social nos festivais (Aporfest, 4ªed., 2016)

- Do palco ao público: os protagonistas da comunicação de festivais de música em Portugal e Espanha (2016, Marco Silva, UMinho)

- Comportamento das marcas e influência dos patrocínios na atitude de compra- Caso EDP Cool Jazz (2016, Margarida Rigueira, UCoimbra)

- A Importância do Consumer Based Brand Equity de um evento para o Branding do Destino (2016, Vítor Roque, UCoimbra)

 

Seminários (9-10 março)

 

- Como ativar com eficácia? Perspetiva 360º: promotor, marca e público. Por Manuel Roque (CEO Pitch)

- Primeiros Socorros - o que fazer se algo acontecer com a pessoa que estiver ao meu lado enquanto assisto a um concerto. Por Márcio Coutinho e Nuno Guerreiro (AFSS)

- O segredo para uma fotografia perfeita. Por  Nélson D'Aires (fotógrafo)

- Qual a receita para o sucesso de um bom booking/management? No tempo certo, criativo e rentável! Por Joana Souza Dias (RedMojo)

- Media buying - como procurar o local certo para atingir o público-alvo de um evento. Por Deolinda Sousa (brand media & digital Manager Vodafone)

- Organização de candidaturas a fundos comunitários By Paulo Pereira (diretor Neomarca)

 

Documentários (9-10 março)

 

- The Isle of Freedom (2016, PT, 45') - premiere

- Benjamim: auto-rádio (2016, PT, 90'')

- O Dia em Que a Música Morreu (2016, PT, 25'')

- Mahala (2015, PT, 37'')

- Guitarras ao Alto (2015, PT, 60'')

 

Night Sessions

 

9 mar | Stairway Club (Doc "Enterrado na Loucura" + Conc "Patrulha do Purgatório)

10 mar | Musicbox (Conc - Throes + The Shine (dj set) + Maze + Ditch Days)

 

Programação completa aqui

Norberto Lobo em residência na Galeria Zé dos Bois

Março marca o arranque da residência artística de Norberto Lobo na ZDB. Ao longo de três meses, o músico apresentar-se-á em três concertos que servirão para mostrar trabalho inédito, a ser desenvolvido na Galeria Zé dos Bois durante esse período. Pela primeira vez veremos Lobo a compôr para uma formação, naquilo que será o primeiro passo na construção do sucessor de "Muxama".

46ae3439-fdf3-49d7-946c-a8359d9cf0a2

No primeiro encontro, marcado para 4 de Março às 22h00, Norberto Lobo será acompanhado por Marco Franco, na bateria e Ricardo Jacinto, no violoncelo. É nesse campo aberto e volátil que Lobo se irá apresentar agora entre os meses de Março e Maio, com 3 actuações numa relação piramidal estreita com o trompetista Yaw Tembe (sessão de Maio), membro de projectos como Zarabatana ou Gume e incansável sopro de vida por estes lados, e com o baterista Marco Franco – polvo com tentáculos que vão da pop ao free e que temos acompanhado recentemente nos Clocks and Clouds ou Memória de Peixe – aos quais se poderão juntar outros músicos naquele que é o mindset mais próximo da gloriosa radição standard em que guitarrista já esteve.  Nesta primeira apresentação junta-se a este trio o violoncelista Ricardo Jacinto – nome com larga actividade no domínio da música improvisada que tem colaborado com gente como Nuno Torres ou David Maranha.

:PAPERCUTZ apresentam versão ao vivo de “Trust/Surrender”

O grupo encontra-se numa fase de renovação, procurando novos caminhos, olhando para a sua obra como um só mas sem se repetirem. A nova vocalista, Catarina Miranda, conhecida pelo seu trabalho como Emmy Curl, é um dos elementos responsáveis por essa procura, evocando harmonias pop e motivos corais encontrados em geografias não ocidentais

ppctz_promo_horizontal(-® Maria Louceiro) A

photo: Maria Louceiro

 

Este novo registo, iniciado em Nova Iorque e terminado no Porto, duas cidades que mais do que referências pela sua relevância cultural têm-se tornado pontos essenciais para a vivência criativa do projecto, recolhe elementos já utilizados em edições anteriores mas trabalha-os dentro de uma nova luz. Polirritmia e melodias interpretadas por sintetizadores analógicos, batidas urbanas, texturas ambientais e percussões de raiz tribal são outros dos elementos que o tema introduz mas que não se esgotam num tema apenas mas que se dispersam pelo novo álbum do projecto Portuense.

O grupo tem vindo a desvendar a sua nova sonoridade em festivais entre Ásia e Estados Unidos e apresentou este tema no início do ano, no Eurosonic na Holanda, onde fizeram parte da comitiva de artistas que representou Portugal, e viaja já no próximo mês de Março para Austin, no Texas, para uma das maiores mostras de música mundial, o South by Southwest (SXSW), acompanhados por outros nomes nacionais que tornam cada vez mais evidente o momento único que Portugal tem vivido na sua internacionalização.

 

David Bowie conquista 5 Grammy Awards…

Foram ontem entregues no Staples Center em Los Angeles os Grammy Awards. David Bowie com 5 prémios e também Adele foram os vencedores da noite. Pela primeira vez um Português conquista um Grammy. André Allen Anjos com a remistura para Bob Moses do tema "Tearing Me Up (RAC Remix)"

rs-217155-bowie-blackstar

 

Lista completa dos vencedores em cada categoria

Album of The Year / Album do Ano: “25” - Adele
Record Of The Year / Disco do Ano: "Hello" - Adele
Song Of The Year / Canção do Ano: "Hello" - Adele
Best New Artist / Melhor Novo Artista: Chance The Rapper
Best Pop Duo/Group Performance: "Stressed Out" - Twenty One Pilots

Best Pop Vocal Album: “25” - Adele
Best Pop Solo Performance: "Hello" - Adele
Best Traditional Pop Vocal Album: “Summertime: Willie Nelson Sings Gershwin” - Willie Nelson
Best Dance Recording: "Don't Let Me Down" - The Chainsmokers feat. Daya
Best Dance/Electronic Album: “Skin” - Flume
Best Contemporary Instrumental Album: “Culcha Vulcha”  - Snarky Puppy

Best Rock Song: "Blackstar" - David Bowie
Best Rock Performance: "Blackstar" - David Bowie
Best Metal Performance: "Dystopia" - Megadeth
Best Rock Album: “Tell Me I'm Pretty” - Cage The Elephant
Best Alternative Music Album: “Blackstar” - David Bowie
Best Urban Contemporary Album: “Lemonade” - Beyoncé
Best R&B Performance: "Cranes in the Sky" - Solange

Best Traditional R&B Performance: "Angel" - Lalah Hathaway
Best R&B Song: "Lake By the Ocean" - Maxwell
Best R&B Album: “Lalah Hathaway Live” - Lalah Hathaway
Best Rap Album: ”Coloring Book” - Chance The Rapper
Best Rap Performance: "No Problem" - Chance the Rapper feat. Lil Wayne & 2 Chainz
Best Rap/Sung Performance: “Hotline Bling" - Drake
Best Country Solo Performance: "My Church" - Maren Morris
Best Country Duo/Group Performance: "Jolene" - Pentatonix feat. Dolly Parton
Best Country Song: "Humble and Kind" - Tim McGraw
Best Country Album: “A Sailor's Guide to Earth” - Sturgill Simpson
Best New Age Album: “White Sun II” - White Sun

Best Improvised Jazz Solo: "I'm So Lonesome I Could Cry" - John Scofield

Best Jazz Vocal Album: “Take Me To The Alley” - Gregory Porter
Best Jazz Instrumental Album: “Country for Old Men” - John Scofield

Best Large Jazz Ensemble Album: “Presidential Suite: Eight Variations on Freedom” - Ted Nash Big Band

Best Latin Jazz Album: “Tribute To Irakere: Live In Marciac” - Chucho Valdés

 

Best Gospel Performance/Song: "God Provides" - Tamela Mann
Best Contemporary Christian Music Performance/Song: "Thy Will" - Hillary Scott & The Scott Family
Best Gospel Album: “Losing My Religion” - Kirk Franklin
Best Contemporary Christian Music Album: “Love Remains” - Hillary Scott & The Scott Family   

Best Roots Gospel Album: “Hymns” - Joey+Rory
Best Latin Pop Album: “Un Besito Mas” - Jesse & Joy
Best Latin Rock, Urban or Alternative Album: “iLevitable” - ile
Best Regional Mexican Music Album: “Un Azteca En El Azteca, Vol. 1 (En Vivo)” - Vicente Fernández
Best Tropical Latin Album: “Donde Están?” - Jose Lugo & Guasábara Combo

Best American Roots Performance: "House of Mercy" -  Sarah Jarosz
Best American Roots Song: "Kid Sister" - Vince Gill, songwriter (The Time Jumpers)
Best Americana Album: “This Is Where I Live - William Bell
Best Bluegrass Album: “Coming Home” - O'Connor Band With Mark O'Connor

Best Traditional Blues Album: “Porcupine Meat” - Bobby Rush

Best Contemporary Blues Album: “The Last Days of Oakland” - Fantastic Negrito
Best Folk Album: “Undercurrent” - Sarah Jarosz

Best Regional Roots Music Album: “E Walea” - Kalani Pe'a
Best Reggae Album: “Ziggy Marley” - Ziggy Marley
Best World Music Album: “Sing Me Home” - Yo-Yo Ma & The Silk Road Ensemble
Best Children's Album: “Infinity Plus One” - Secret Agent 23 Skidoo
Best Spoken Word Album (Includes Poetry, Audio Books & Storytelling): “In Such Good Company: Eleven Years Of Laughter, Mayhem, And Fun In

Best Comedy Album: “Talking for Clapping” - Patton Oswalt

Best Musical Theater Album: “The Color Purple”

Best Compilation Soundtrack For Visual Media: “Miles Ahead” - Miles Davis & Various Artists
Best Score Soundtrack For Visual Media: “Star Wars: The Force Awakens” - John Williams
Best Song Written For Visual Media: "Can't Stop The Feeling!" - Justin Timberlake, Anna Kendrick, Gwen Stefani, James Corden, Zooey Deschanel, Walt Dohrn, Ron Funches, Caroline Hjelt, Aino Jawo, Christopher Mintz-Plasse & Kunal Nayyar

Best Instrumental Composition: "Spoken At Midnight" -Ted Nash Big Band

Best Arrangement, Instrumental or A Cappella: "You and I" - acob Collier

Best Arrangement, Instruments and Vocals: "Flintstones" - Jacob Collier

Best Recording Package: “Blackstar” - David Bowie
Best Boxed Or Special Limited Edition Package: “Edith Piaf 1915-2015” - Edith Piaf
Best Album Notes: “Sissle And Blake Sing Shuffle Along”
Best Historical Album: “The Cutting Edge 1965-1966: The Bootleg Series, Vol. 12 (Collector's Edition)” - Bob Dylan
Best Engineered Album, Non-Classical: “Blackstar” - David Bowie

 

Producer Of The Year, Non-Classical: Greg Kurstin
Best Remixed Recording: "Tearing Me Up (RAC Remix)" - André Allen Anjos, remixer (Bob Moses)
Best Surround Sound Album: “Dutilleux: Sur La Mêe Accord; Les Citations; Mystère De L'Instant & Timbres, Espace, Mouvement”

Best Engineered Album, Classical: “Corigliano: The Ghosts Of Versailles”
Producer of the Year, Classical: David Frost
Best Orchestral Field: “Shostakovich: Under Stalin's Shadow - Symphonies Nos. 5, 8 & 9 - Boston Symphony Orchestra

Best Opera Recording: “Corigliano: The Ghosts Of Versailles” - LA Opera Orchestra
Best Choral Performance: “Penderecki Conducts Penderecki, Volume 1”

Best Chamber Music/Small Ensemble Performance: “Steve Reich” - Third Coast Percussion
Best Classical Instrumental Solo: “Daugherty: Tales Of Hemingway” - Nashville Symphony
Best Classical Solo Vocal Album: “Shakespeare Songs” - Michael Collins, Elizabeth Kenny, Lawrence Power & Adam Walker
Best Classical Compendium: “Daugherty: Tales Of Hemingway; American Gothic; Once Upon A Castle”

Best Contemporary Classical Composition: “Daugherty: Tales Of Hemingway” 

Best Music Video: "Formation" - Beyoncé
Best Music Film: “The Beatles: Eight Days A Week The Touring Years” - The Beatles

Todas as salas esgotadas na primeira noite do Festival 'às vezes o amor'

A primeira noite da 3ª edição do festival 'Montepio às vezes o amor' terminou com público e artistas de coração cheio e todas as salas esgotadas numa noite plena de celebração!

aurea

A noite fria do passado sábado foi aquecida por Rui Veloso em Viana do Castelo, Aurea (na foto) em Castelo Branco, Jorge Palma em Aveiro, Raquel Tavares em Beja, HMB em Vila do Conde e Rita Guerra em Vila Nova de Gaia que anteciparam o Dia dos Namorados e ofereceram ao público espetáculos verdadeiramente apaixonados que tão depressa não vão esquecer!

 

Montepio às vezes o amor - O Festival de Música do Dia dos Namorados é uma festa de música e emoções repartidas por 12 cidades portuguesas. De Viana do Castelo a Faro, o festival vai celebrar São Valentim ao som de 12 grandes nomes da música nacional.

Katy Perry revela novo single… “Chained to the Rhythm”

Chained to the Rhythm”, o primeiro single do próximo álbum de Katy Perry, acaba de ser lançado com o selo da Capitol Records. A cantora interpretou ao vivo pela primeira vez esta canção na 59.ª edição da cerimónia de entrega dos prémios Grammy, que se realizaram no passado domingo. Katy Perry escreveu “Chained to the Rhythm” em parceria com Max Martin, Sia Furler, Ali Payami e Skip Marley. O lyric vídeo já está disponível.

Katy_Perry_CTTR_Single_Packshot_JPG_

Até ao momento, Katy Perry acumula mais de 10 mil milhões de streams em todo o mundo, além de ser a personalidade com mais seguidores no Twitter. Estreeou-se em 2008 com “One of the Boys” e afirmou o seu estatuto de superestrela global com o disco sucessor, “Teenage Dream” (2010). “PRISM”, álbum editado em 2013, entrou para o 1.º lugar do iTunes em 100 países e vendeu mais de 11 milhões de cópias em todo o mundo.

Com singles como “Firework” e “Dark Horse”, cada um ultrapassando os 10 milhões de vendas e de streams, Katy Perrt tornou-se a primeira artista feminina a conquistar dois RIAA Digital Single Diamond Awards. Atuou para 2 milhões de pessoas durante a esgotada digressão “Prismatic World Tour”, ao longo de 151 datas, e atuou no Super Bowl XLIX, tendo sido a performance mais vista de sempre na história do Super Bowl.

Encontro de Gerações… Bonga & Paulo Flores no Tivoli BBVA

São os diálogos entre as diferentes gerações de artistas que fazem desde sempre avançar a música: os mais velhos que influenciam os que se lhes seguem; os mais jovens que inspiram com as suas ideias e energia aqueles que já têm carreiras mais longas. Não é diferente com os artistas que fazem a história de Angola.

encontrodegeracoes

Bonga gravou o clássico “Angola 72” na Holanda no mesmo ano em que, em Luanda, nascia Paulo Flores. Juntamente com os álbuns “Raízes” e “Angola 74”, essa estreia de Bonga completa um tríptico que, reconhece Paulo Flores, é um dos grandes tesouros da música de Angola e uma fonte inesgotável de inspiração. Em 1980 tinha Paulo apenas 8 anos quando na velha guarda junto com o seu pai viu e conheceu Bonga pessoalmente, junto com muitos músicos que participaram no projeto Kalunga, como os brasileiros Chico Buarque, Clara Nunes, Djavan, Alcione ou Martinho da Vila, entre outros. "Nessa altura", recorda Paulo Flores, "Bonga já era um cantor importante da nova Angola e eu ainda cantava no bairro dos coqueiros no prédio da cidade limpa por cima dos discos que o meu pai, Cabé, afamado discotequeiro tinha em casa.".

Foi também a amizade entre Bonga e Cabé Flores que levou o veterano cantor a apadrinhar a primeira obra discográfica de Paulo. E isso foi o primeiro passo para para a natural proximidade que se foi criando entre os dois durante os anos. Uma proximidade traduzida em amizade e respeito mútuo, em troca de inspirações e ideias. Ciente dessa história comum, desses laços fundos que vão até para lá da música, Ricardo Santos, grande amigo e admirador do trabalho de ambos, congemina agora o Encontro de Gerações com estes dois grandes artistas  A ideia é fazer uma sentida e merecida homenagem à música de Angola, à música de expressão portuguesa que se alarga por esse oceano fora e toca em Cabo-Verde e no Brasil e se espraia em Portugal criando uma identidade que é singular e única no mundo.

 

45 anos depois da estreia de Bonga na Holanda, este Encontro de Gerações pretende estender para o futuro esse inestimável legado da música de Angola.

Numa produção executiva de Ricardo Santos, e na data em que se comemoram os 21 Anos da RDP África, a Frequentaplauso apresenta Encontro de Gerações, Bonga e Paulo Flores ao Vivo no Tivoli BBVA, em Lisboa.

 

Teatro Tivoli BBVA (Lisboa)

1 de Abril 2017 | 21.30h

Sérgio Godinho em concertos na Suécia e Noruega

Esta semana, mais exactamente a 16, 17 e 18 de Fevereiro, Sérgio Godinho fará a sua estreia em palcos “escandinavos” com concertos em Estocolmo, Oslo e Gotemburgo, respectivamente. As apresentações, duas na Suécia e uma na Noruega, serão realizadas na companhia do pianista Filipe Raposo com quem o “escritor de canções” tem vindo a colaborar regularmente. Os concertos em território sueco decorrerão no âmbito do festival de cinema português “Frames – Portuguese Film Festival” que este ano tem como temática “Social Tales” (“histórias de carácter social”) tendo Sérgio Godinho e Filipe Raposo a responsabilidade de abertura da programação nas cidades de Estocolmo (dia 16) e Gotemburgo (dia 18).

sergio godinho 0.jpgphoto: Paulo Homem de Melo / Arquivo Glam Magazine

 

Já a 17, uma mudança de país para uma apresentação, também a primeira, em solo norueguês, desta feita tendo como convidado especial o flautista António Carrilho, que se juntará a Sergio Godinho e Filipe Raposo, e que de cujo currículo fazem parte colaborações com a Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Divino Sospiro bem como formações na Holanda, Bélgica, Alemanha, Israel e ainda Noruega, país em que efectuou parte da sua formação enquanto instrumentista.

 

A par da sua actividade musical, Sérgio Godinho tem também desenvolvido nos últimos anos uma actividade literária regular com publicações nas diversas disciplinas da escrita – no guião cinematográfico, em parceria com José Fonseca e Costa em “Kilas, o mau da fita”; no conto infantil, com “O Pequeno Livros dos Medos”; na poesia, com “O Sangue Por Um Fio”; nos contos, com “Vidadupla”; e, com apresentação no próximo “Correntes de Escrita”, a estreia no romance, com “Coração Mais Que Perfeito” através da Quetzal.

 

Coincidentemente, será a “palavra” que levará Sérgio Godinho à Estremadura espanhola entre os dias 21 e 23 de Fevereiro, para um conjunto de sessões de leitura em torno da sua obra. Os eventos decorrerão nas cidades de Badajoz e Plasencia, com sessões no Museu Estremenho e Ibero-Americano de Arte Contemporânea, na Sala El Verdugo e três instituições de ensino locais.

 

Agenda Concertos:

16 Fevereiro 2017 - Stallet (concerto com Filipe Raposo) (Estocolmo)

17 Fevereiro 2017 - Cosmopolite (concerto com Filipe Raposo) (Oslo)

16 Fevereiro 2017 - Bio Roy (concerto com Filipe Raposo) (Gotemburgo)

3 Março 2017 - Cine-Teatro Eduardo Brazão (“Conta-me histórias”) (Gaia)

4 Março 2017 - Auditorio Municipal (“Conta-me histórias”) (Monção)

15 Março 2017 - Venetian Theatre (concerto com Filipe Raposo) (Macau)

18 Março 2017 - Cine-Teatro António Lamoso (“Liberdade”) (Santa Maria Da Feira)

Festival Montepio "Às Vezes o Amor" com André Sardet em Leiria

Com mais de 20 anos de carreira, entre 6 álbuns, muitos espetáculos e muitas vitórias, André Sardet é hoje um nome unanimemente reconhecido pela crítica e pelo público no panorama musical português. Autor dos conhecidos singles “O Azul do Céu” e “Foi feitiço”, conquistou Portugal de Norte a Sul, permanecendo por 55 semanas no top de vendas nacional e ultrapassando as 150 mil cópias vendidas – o que lhe deu o galardão de sete platinas.

O Amor Mata

André Sardet para ver e ouvir ao vivo no Teatro José Lúcio da Silva no dia 14 de fevereiro às 22h inserido no Festival ‘Montepio às vezes o amor’. ‘Montepio às vezes o amor’ é uma festa de música e emoções repartidas por doze cidades portuguesas. Nos dias 11 e 14 de Fevereiro, o amor espalha-se de Norte a Sul. Portugal fica mais amoroso. Doze amados nomes da música portuguesa fazem da paixão canções derramadas em doze palcos diferentes.

 

Acima de tudo, haverá música para preencher os corações que se apaixonam.

 

Teatro José Lúcio da Silva (Leiria)

14 de fevereiro 2017 | 22.00h

O “Esguicho Fatal” dos Capitão Gancho

Dizem eles…. que são um resultado de uma ménage entre Ena Pa 2000, Comme Restus e Mão Morta… mas ao certo são punk, como já não se ouvia à muito em Portugal, se são resultado de um ménage não sabemos mas serviram de inspiração, lá isso serviram…

a3435713655_10

Chegam do Porto e no meio de uma “Cigana Fatal”, surge um “Pito Raivoso” que é nada mais nada menos que o vídeo de estreia. De Gancho, como o Capitão, roça o hardcore com a “Esquichadora anã”, lembrando os freaks shows que os Ena Pá 2000 divulgavam na década de 90.

Dessa “anã”, surge o “Esguicho final”, EP de estreia de uma das bandas com o o capitão mais badalhoco dos capitães (palavras deles), o Capitão Gancho.

O video bebe, e muito, influência nos carismáticos Thee Oh Sees em "Toe Cutter"

 

Jimmy P contra Violência no Namoro com Campanha “Amar-te e Respeitar-te”

Jimmy P apresenta hoje e amanhã o projecto pedagógico de combate à Violência no Namoro - “Amar-te e Respeitar-te”. O lançamento desta campanha de interacção e proximidade com os jovens, promovida pela betweien em parceria com Jimmy P, coincide com a comemoração do Dia dos Namorados, e será hoje apresentada na Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e em Braga, no auditório Galécia, e amanhã, na Escola Secundária Vergílio Ferreira, em Lisboa.

1486979733

O projecto assenta num livro, com três histórias sobre Violência No Namoro, e espaço em branco para, a partir dos instrumentais com letra de Jimmy P sobre esta temática, disponíveis para descarga no site da campanha, os alunos escreverem as suas próprias letras, criando versões alternativas das canções originais.

 

“Amar-te e Respeitar-te” é um projecto pedagógico que visa capacitar e dotar os/as jovens de ferramentas de diagnóstico e prevenção de comportamentos agressivos nas relações de namoro. O livro conta ainda com um capítulo de apoio à preparação de uma campanha de sensibilização sobre a problemática, tendo o projecto vários formatos para se apresentar nas escolas portuguesas.

Glass Animals… no NOS Alive’17

Glass Animals, banda revelação de 2016, é a nova confirmação para o NOS Alive’17. O quarteto de Oxford irá atuar no Palco Heineken dia 6 de julho, para apresentar o segundo álbum de originais, “How To Be A Human Being”. A banda junta-se no primeiro dia do festival aos já anunciados The Weeknd, The xx, Alt-J, Phoenix, Ryan Adams, Blossoms e Rhye.

sand photo graded crop lores

O sucessor de “ZABA”, o primeiro registo de estúdio editado em 2014, foi apresentado ao público em agosto de 2016 e teve como singles de apresentação os bem-recebidos temas “Life Itself” e “Youth”. Este segundo disco veio confirmar as elevadas expectativas deixadas após o lançamento do primeiro trabalho, garantindo à banda indie rock um lugar de destaque como uma das maiores promessas do ano.

Glass Animals são Dave Bayley (voz e guitarra), Drew MacFarlane (guitarra, teclados e voz), Edmund Irwin-Singer (baixo, teclados e voz) e Joe Seaward (bateria) e prometem fazer de 2017 o seu ano de ascensão.