Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Virgem Suta ao vivo…

A história dos Virgem Suta não é a história normal das bandas de hoje em dia. Não foram descobertos através do Myspace, não fizeram uso das autoestradas da informação para conquistar os milhares de fãs com que poderíamos abrilhantar esta nota. Perderam a conta às vezes que fizeram o País de Sul a Norte e de Norte a Sul.

untitled-3

Em plena digressão a banda leva agora o seu novo espectáculo no próximo dia 31 de Março ao CCB, Lisboa, e no dia 13 de Abril à Casa da Múscia, Porto. Em palco apresentam o seu novo formato, juntando as canções que integram os seus primeiros três discos. Em destaque vão estar alguns dos temas de "Limbo", o mais recente disco da banda.

 

Os Virgem Suta são Nuno Figueiredo e Jorge Benvinda, juntando-se em palco os músicos Bruno Vasconcelos e Hélder Morais.

 

Centro Cultural de Belém (Lisboa)

31 de Março 2017

 

Casa da Música (Porto)

13 de Abril 2017

João Garcia Miguel e João Paulo Santos estreiam “Mundo Interior” no Centro Cultural Vila Flor

O Centro Cultural Vila Flor, serve de palco para a estreia absoluta da mais recente colaboração entre João Garcia Miguel e João Paulo Santos, “Mundo Interior”, marcada para o próximo dia 4 de março. Os criadores recorreram à obra do mítico poeta persa do séc. XIII, Jalâl Rûmi, para construir uma peça em que as palavras, o corpo e a música, numa sinestesia perfeita, fazem acontecer o milagre do espetáculo.

Mundo Interior 2_cr+®ditos Jo+úo Garcia Miguel e Jo+úo Paulo Santos

Este espetáculo surge de um sonho antigo. Tão longínquo quanto o tempo em que João Garcia Miguel e João Paulo Santos se encontraram no Chapitô enquanto professor e aluno e, no entanto, já como almas e artistas. Jalâl Rûmi, a quem pediram o título desta peça emprestado, diz-nos que a palavra incita-nos na procura; não que a coisa procurada seja obtida pela palavra, pois se assim fosse não teríamos necessidade de nos esforçarmos tanto e repetidamente. João Garcia Miguel e João Paulo Santos correram, por isso, atrás das palavras e chegaram à conclusão que as palavras veiculam uma ideia, mas o mundo interior é muito mais profundo. Como se a palavra fosse a ponta de um iceberg e o resto submerso fosse o que realmente se quer dizer, pensar ou sentir, ou ver. Por isso tiveram de falar duas línguas, duas palavras, duas linguagens complementares, onde o movimento é um modo de expressão e o outro é a palavra. Falar com o movimento e falar com o poema. Fazer uma proeza com as palavras como quem dança ou sobe a um mastro.

Mundo Interior 1_cr+®ditos Jo+úo Garcia Miguel e Jo+úo Paulo Santos

Neste “Mundo Interior”, João Garcia Miguel e João Paulo Santos trabalharam, ainda, sobre duas narrativas. Uma que se refere às imagens de um barco solitário, de um velejador solitário que viaja para o mundo interior enquanto desconhecido. E a força de querer viajar, e de se descobrir, abre-o ao meio e revela-o, mas ao mesmo tempo confunde-o e destroça-o em fragmentos. A segunda narrativa incide sobre um relato verídico e imaginário, de um grupo de marinheiros, de um descobridor que sofre um naufrágio. Essa noção simbólica de se atirar para o desconhecido que, hoje em dia, está afastada e posta de lado. A formatação social que nos impomos leva a que o mundo seja menos um desconhecido do que um lugar de procura incessante de segurança e tranquilidade. Mesmo que ilusória. Desse modo, o espetáculo contém esse movimento de afastamento da noção de desconhecido.

O livro de Jamâl Rûmi e narrativas de naufrágios serviram como ponto de partida para a peça, mas é o corpo, as palavras e a música, que fazem o milagre do espetáculo acontecer.

 

Centro Cultural Vila Flor (Guimarães)

4 de Março 2017 | 22.00h

 

photos: João Garcia Miguel e João Paulo Santos

Casa Ardente com Iguana Garcia e Rapaz Ego a 3 de março

O Casa Ardente está de regresso a 3 de março à Casa Independente em Lisboa para mais uma noite de concertos e não só… O Iguana Garcia e o Rapaz Ego são os convidados musicais. Vai ainda acontecer o encerramento da Exposição de Beatriz Bagulho, inaugurada a 25 de Fevereiro.

Casa Ardente 3 Março

Iguana Garcia (ex-Viper) é um artista a solo a gravar nos estúdios Haus (casa de nomes como Linda Martini, You Can't Win, Charlie Brown, Quelle Dead Gazelle) e está prestes a lançar um novo single. Rapaz Ego, projecto paralelo de Luís Montenegro (guitarrista de Salto), apresenta o seu EP de estreia "Gente a Mais". Por fim, e para finalizar aquela que promete ser mais uma bem sucedida Casa Ardente, conta-se com a dupla DjSet, que não se rende a ter página Facebook, Pedro Paulo (formada pelo actor Manuel Seatra e pelo músico Gil Gonçalves, dois dos cabecilhas da Produções Incêndio).

 

A produção da Casa Ardente esta mais uma vez a cargo das Produções Incêndio, jovem produtora lisboeta que se dedica à realização e promoção de eventos inovadores e culturalmente diversificados. Em pouco mais de um ano de existência, foram organizados inúmeros eventos que tocaram várias vertentes artísticas - música, cinema, dança, poesia, teatro, pintura, performance, video art...

 

Casa Independente (Lisboa)

3 de março 2017 | 22.00h

Há fado no Cais…. Com Júlio Resende

O disco de estreia de Júlio Resende – “Amália por Júlio Resende” – valeu-lhe a classificação de 5 estrelas pela prestigiada revista francesa Classica, que promove os melhores músicos e instrumentistas do mundo.

Cristina Branco CCB mupi_3

Este é um disco singular onde Resende recria temas de memória individual e colectiva: “Casa Portuguesa”, “Barco Negro”, ou “Vou Dar de Beber à Dor”. Mas vai mais além e arrisca um Dueto (Im)possível com Amália Rodrigues, servindo a voz da Diva com o seu piano no tema Medo.

Dezassete anos passados desde a morte de Amália Rodrigues, Júlio Resende convence e a editora de Amália autoriza, pela primeira vez, um músico a tocar com a Voz Maior da canção portuguesa.

 

Centro Cultural de Belém / Pequeno Auditório (Lisboa)

3 de Março 2017 | 21.00h

“O Peso da Mudança”… a experiência de Daniel Vaz

O Peso da Mudança não é um livro de dietas. O autor não é nutricionista, endocrinologista ou personal trainer. Este livro é o relato da experiência única de Daniel Vaz, um consultor na área da comunicação que decidiu, graças a uma determinação e coragem invulgares, que a sua obesidade nunca mais seria o traço mais definidor da sua personalidade, decidindo mudar radicalmente a sua existência, como se agarrasse uma segunda vida. Em vez de se conformar com a obesidade mórbida de que sofria, ao ponto de desistir de se olhar ao espelho, descreve aqui, de forma detalhada, como perdeu 50 quilos.

untitled-2

Um livro comovente, grandioso, profundamente humano, que nos conta um percurso de altos e baixos, sucessos e frustrações, as estratégias que adotou, o que comeu, o que fez certo e o que podia ter sido feito de outra forma, à medida que as dietas davam os seus frutos ou, pelo contrário, o ponteiro da balança teimava em não descer.

Uma verdadeira odisseia dos dias modernos. Uma história inspiradora para qualquer pessoa que queira mudar.

 

Uma edição A Esfera dos Livros disponivel desde 24 de Fevereiro.

Apresentação dia 9 de Março na FNAC do Chiado