Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

José González de regresso a Portugal...

O som outonal do indie pop de José González está de regresso a Portugal entre os dias 2 e 6 de Maio para 4 concertos a solo em ambiente intimista no Porto, Coimbra, Lisboa e São Miguel (Açores)

GLAM - Jose Gonzalez (2).jpgphoto: Paulo Homem de Melo

 

José González fala com a tranquilidade e certeza que encantam todos aqueles que ouvem o seu folk pop acústico e sussurrante. Depois de passagens por bandas de hardcore, na década de 90, González formou a banda de indie rock Junip, ainda antes de embarcar numa carreira a solo com o lançamento de "Veneer", o registo de 2003 que chegou a Platina no Reino Unido. Nos anos seguintes, voltou a trabalhar com Junip e colaborou também com a banda Zero 7, antes de retomar a carreira a solo com “In Our Nature”, uma exploração de influências que vão do folclore argentino ao folk britânico dos anos 60.

 

Passaram-se sete anos até surgir “Vestiges & Claws”, mas José González soube manter-se activo, quer com Junip, quer com o projecto The Göteborg String Theory ou a colaboração na banda sonora de "The Secret Life of Walter Mitty". Concebido como a terceira parte de uma trilogia acústica, “Vestiges & Claws” é uma apresentação delicada do estilo vocal do artista e da sua perícia instrumental, onde partes de guitarra e doces harmonias vocais se entrelaçam. É com esta acústica intimista que José González se transforma num dos artistas mais talentosos da sua geração e faz prever um concerto, sem dúvida, especial.

 

2 de Maio 2017 - Casa da Música (Porto)

3 de Maio 2017 - Aula Magna (Lisboa)

4 de Maio 2017 - Convento São Francisco (Coimbra)

6 de Maio 2017 - Teatro Micaelense (Açores)

 

 

BSkilla apresenta o álbum "Abre a Caixa e Sai"

Abre a Caixa e Sai” é o segundo álbum de originais de BSkilla. O rapper e MC da Margem Sul regressa em força e apresenta agora um álbum conceptual que nos desafia a pensar por nós mesmos, sem a influência das opiniões dos outros. “Um álbum feito a pensar fora da caixa. Por nós mesmos, sem palas nem barreiras”.

image001.jpg

Abre a Caixa e Sai” é composto por 11 músicas, 4 interlúdios, uma intro e “outro”. Conta com a participação de Chullage, General D, Maf (Guardiões do Subsolo), Pragga, DJ Stereossauro, Elaisa, Anastácia Carvalho, Ana Moreira, Juh Combs e Pier Slow & Telminha. Produzido por Maf, SP, J-Cool, Zimous e Condutor, desde story telling ao ego trip, este trabalho apresenta uma forte diversidade sonora.

 

Do Reggae ao Soul, do Dance Hall ao Boom Bap; trata-se de um álbum maduro onde BSkilla através das rimas, aprofunda a sua experiência e a sua opinião em questões como o sistema, estilos de vida, disciplina, família, trabalho...

“Um trabalho completo e com conteúdo profundo, que procura respostas no sentido de tornar o mundo um lugar melhor, mais fraterno e não repressor”. Entende todas as partes... Descobre-te a ti mesmo, e sai… “Margem School feat. Chullage & Juh Combs” é o single de apresentação.

Silva confirmado no 23º Super Bock Super Rock

É difícil falar da nova música brasileira sem falar de Silva.

Desde 2011, aquando da edição do EP “Silva”, que este brasileiro de Vitória é um dos nomes mais acarinhados pelo público, pela crítica e pelos seus pares mais sonantes, recordemos, por exemplo, as colaborações com Tom Zé, Gal Costa, Nelson Motta, entre outros.

17862648_1301921773234466_1830669808511047087_n.pn

Depois de um notável disco de estreia, "Claridão”, Silva editou outros dois discos de originais, mostrando assim um fulgor criativo muito acima da média. "Vista Pro Mar" (2014) e "Júpiter" (2015) conquistaram ainda mais adeptos, com elementos eletrónicos a conviver alegremente com a influência da música popular brasileira.

Em 2017 Silva regressa com um disco um pouco diferente, mas que promete a qualidade de sempre. “Silva Canta Marisa Monte” é um registo em que Silva mostra o seu amor pela música de Marisa Monte, dando uma nova roupagem a alguns dos maiores sucessos da cantora. O tema “Beija Eu” resultou num vídeo inspirador para uns, polémico para outros, mas que não deixou ninguém indiferente…

No vídeo Silva beija outras pessoas, homens e mulheres, assumindo assim a sua bissexualidade. Este, a par de algumas das músicas mais marcantes da carreira de Silva, como “A Visita” ou “2012”, é certamente um dos temas que se vai poder ouvir dia 15 de julho, no Palco EDP da 23º Super Bock Super Rock

40ª Edição do FIMUV - Festival Internacional de Música de Verão de Paços de Brandão

O Festival Internacional de Música de Verão de Paços de Brandão (FIMUV) é um projeto cultural, que visa promover uma cultura de qualidade, que potencializa a capacidade criativa local e nacional, e diversifica a oferta cultural, alargando-a aos diversos tipos de público. Aposta na difusão de projetos em diversas vertentes musicais, tais como a música erudita, ligeira, étnica, o jazz e o fado.

2lnvql8mpc7e.jpg

O 40º Festival Internacional de Música de Verão, em 2017 será realizado entre 6 de maio e 18 de junho. Contará com 9 iniciativas, envolvendo concertos, recitais com solistas internacionais, projetos educativos e outros, com propostas de elevada qualidade artística e cultural, na sua maioria gratuitas, a terem lugar em diversos espaços da vila de Paços de Brandão e do concelho de Santa Maria da Feira.

 

Para 2017 a programação contempla uma programação diversificada que vai desde um concerto sinfónico com a recém-criada Orquestra Filarmónica Portuguesa, dirigida pelo Maestro Osvaldo Ferreira, tendo como solista Alexander Ramm, violoncelista premiado em vários concursos internacionais, passando por um recital de piano com o pianista russo Miroslav Kultishev, laureado no 13º International Tchaikovsky Competition (Casa da Música de S. Petersburgo).

Um concerto de Música de Câmara com a participação do prestigiado violinista Yang Liu, acompanhado por Solistas da Orquestra Filarmónica Portuguesa, e ainda a apresentação de projetos pedagógicos e de música coral com a interpretação da Missa da Coroação de Mozart, por um misto de diversos grupos corais, envolvendo o Coro do CiRAC, o Coro do Orfeão Universitário do Porto e o Coro da Sé Catedral do Porto com o acompanhamento musical da Orquestra de Jovens de Santa Maria da Feira, dirigida pelo Maestro Paulo Martins. De salientar ainda a inclusão na programação de dois concertos com nomes atuais, de referência no panorama musical, nomeadamente: Roby Lakatos, conceituado violinista na vertente World Music, ou os L´Rolling Clarinet Band, grupo de excelência na vertente de sopros