Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Márcia, Samuel Úria e Beatbombers também rumam ao Nordeste

Márcia, Samuel Úria e Beatbombers (projeto que junta DJ Ride e a Stereossauro), três nomes singulares da atualidade da música portuguesa, adicionados ao cartaz do festival Rock Nordeste, em Vila Real. Estas recentes confirmações para a edição de 2017 juntam-se aos já anunciados Mão Morta, Sensible Soccers, Slow J e DJ Marfox. O festival tem como característica a forte aposta no melhor da atualidade da música portuguesa e está já a superar o cartaz da edição anterior, a sua melhor de sempre.

Marcia-2017-Joana-Linda-social

photo: Joana Linda

 

Cantora e compositora “sem igual” na atual paisagem portuguesa, Márcia, que aqui se apresentará em duo, dará a conhecer o mais recente disco, “Quarto Crescente”, entre outros temas que se tornaram parte de nós através de anteriores discos como “Casulo”. “Carga de Ombro” é o título do mais recente álbum de Samuel Úria. Um conjunto de temas uma vez mais ímpar, que confirma a profecia de que estarmos perante alguém “meio homem, meio gospel, mãos de fado e pés de roque enrole”. Beatbombers junta DJ Ride e Stereossauro, dois dos melhores djs nacionais e dois pioneiros do scratch/turntablism em Portugal. Reconhecidos a nível internacional, os Beatbombers sagraram-se campeões mundiais de scratch em 2011 e 2016 e vice-campeões em 2010 e 2012, atos únicos no panorama nacional.

 

Três anos depois de regressar com um novo formato e após uma última edição com um cartaz avassalador, o Rock Nordeste está de volta para o quarto ano. A 16 e 17 de junho, sexta e sábado, respetivamente, os melhores nomes da música portuguesa apresentam-se no Parque Corgo, margem esquerda do Rio Corgo, e no Auditório Exterior do Teatro de Vila Real. A entrada é livre e oferece dois dias repletos da melhor música que se faz no país.

 

O festival Rock Nordeste é uma iniciativa da Câmara Municipal de Vila Real e conta com programação da promotora covilhete na mão

Joshua Abrams & Natural Information Society atuam amanhã no Museu Nogueira da Silva

Joshua Abrams ganhou voz na fermentação do mundo musical de Chicago da década de 90, participando ativamente na cena jazz, rock e experimental que então atravessava a cidade. Cofundador do quarteto minimalista Town & Country, fundou ainda Sticks & Stones, trio que ladeava com Matana Roberts e Chad Taylor.

Durante duas agitadas décadas gravou e esteve em tour com um diverso e reconhecido leque de artistas, onde se incluíam nomes como Fred Anderson, Bonnie ‘Prince’ Billy, Hamid Drake, Theaster Gates, Neil Michael Hagerty, Nicole Mitchell, Jeff Parker, Mike Reed ou Matana Roberts & The Roots.

Joshua_Abrams_1.JPG

Este período resultou na sua participação em mais de uma centena de discos. Mas Abrams não se fica pelas participações e digressões e, enquanto compositor, foi responsável pela criação de bandas-sonoras para filmes como Life Itself, The Interrupters e The Trials of Muhammad Ali. Desde 2010 que Joshua Abrams tem realizado digressões pela América do Norte e Europa com um conjunto variável de músicos de diversas estéticas, músicos estes apresentados como Natural Information Society. O grupo reconhece-se pelo uso de instrumentos tradicionais e elétricos, construindo ambientes longos de génese psicadélica, compostos ou improvisados, agregando as qualidades hipnóticas do guimbri (um baixo-alaúde de três cordas de origem Gnawa) com a amplitude da música e metodologia contemporânea onde se inclui o jazz, minimal e krautrock.

 

Magnetoception”, disco de 2015, figurou nos melhores discos do ano para a Wire, ocupando na eclética magazine uma honrosa terceira posição, e também para a digital Pitchfork, como segundo melhor disco de música experimental desse ano. Ainda em 2015, a Natural Information Society gravou “Automaginary”, disco colaborativo com os Bitchin Bajas que teve edição pela Drag City. O mais recente álbum, Simultonality, que servirá de mote para a passagem por Braga, vê a luz do dia pela eremite record e Glitterbeat/Tak:Till e dá continuidade a um caminho de exploração do êxtase, repetição e acumulação de camadas sonoras a que Natural Information Society nos habituou. O guitarrista português Norberto Lobo irá integrar a formação da Natural Information Society na passagem de Joshua Abrams por Portugal.

 

Salão Nobre do Museu Nogueira da Silva (Braga)

6 de Maio 2017 | 22.30h

“Voz da Razão”…. A entrevista com Luis Franco-Bastos

A digressão "Voz da Razão” de Luis Franco-Bastos chega ao final com 2 espectáculos a não perder. Já no dia 10 na Casa da Música e dias 15 e 16 no Teatro Tivoli BBVA em Lisboa

Antevendo o espectaculo da Casa da Música no Porto, a Glam Magazine esteve à conversa com o humorista sobre a “Voz da Razão”

18057068_1278410385610319_4208374456321724145_n.jp

photo: Arlindo Camacho

 

Glam: Luis, depois de andares a “Roubar identidades” o que é que te traz à “Voz da razão”?

 

LFB: Bom, eu acho que falando de uma forma bastante séria e técnica acerca dos conteúdos dos 2 espectáculos, o “Voz da Razão” é um espectáculo que esta na recta final e é um espectáculo mais adulto, mais maduro e mais consistente que o “Roubo de Identidade”. Enquanto que no “Roubo de Identidade” eu praticamente fazia uma espécie de chorrilho/demonstração de todas as vozes que conseguia fazer, quer fossem imitações quer fossem personagens tipo, estereótipos, sotaques, etc, no “Voz da Razão” acho que há um cunho mais pessoal e mais um lado de opinião mais consistente e mais adulta, acerca do mundo que me rodeia ainda que não a um nível totalmente profundo, mas acima de tudo de alguém que amadureceu, que é um humorista mais consistente, e eu acho que nesse aspecto o “Voz da Razão” é um espectáculo mais forte e com mais profundidade.

 

Glam: No “voz da razão” podemos contar com as imitações?

LFB: Podemos podemos… estão lá todas, as principais claro, ou seja eu mantenho o uso da minha esquizofrenia vocal, mantenho o uso das personagens e de tudo que o meu aparelho vocal me permite fazer e que eu acho que tem graça fazer, mas através do uso das vozes dos outros acabo por exprimir a minha própria voz e opiniões e as minhas ideias, acho que é aí que está o twist e é por isso que se chama “Voz da Razão”….

 

Glam: Falando de redes sociais, o que leva as pessoas a “atacar” os comediantes e serem levados a mal?

LFB: Eu acho que até num nível mais profundo, das relações das pessoas com as redes sociais com os comediantes, as relações das redes sociais com todas as pessoas hoje em dia, o que acho que estamos a assistir é uma especie de dor de crescimento da evolução da humanidade… ou seja, as redes sociais permitem, e a meu ver, são uma invenção positiva claro que depois pode ser usada positivamente ou negativamente, mas são uma invenção positiva pois permite que as pessoas estejam mais conectadas e tenham mais facilidade de comunicar entre si e eu acho isso bom, só que isso vem por a nú o facto de infelizmente muita gente não ter nada de jeito para dizer, ou seja é bom toda a gente poder falar, mas o cenário ideal era que toda a gente tivesse algo de bem construído e de relevante para dizer, e infelizmente… ou seja o facebook permite as pessoas interessantes venham ao de cima, mas também permite que as pessoas desinteressantes, ignorantes ou desinformadas, arrogantes ou mal educadas também venham ao de cima, portanto tudo tem o seu lado bom e mau, e eu acho que é isso que estamos a viver, acontece com os comediantes porque há pessoas, ou que tem mais sentido de humor ou porque são mais tolerantes gostam das piadas, ou pelo menos não se ofendem, podem até não achar muita graça mas não fazem disso um drama, e há aquelas pessoas que acham que são Senhoras da razão e que acham que como elas não gostam mais ninguém tem direito de gostar, portanto denunciam as paginas e querem que os humoristas deixem de existir, é o mesmo que acontece com as marcas. Há marcas que as vezes são chacinadas online por causa de um determinado acontecimento que nem sequer aconteceu por maldade e acho que é muito isso…porque nas redes sociais as pessoas estão muito protegidas por uma foto de perfil e pela distancia a que escrevem os comentários, e isso leva a que pessoas cobardes e malcriadas possam veicular a sua ira e descarregar as suas frustrações sem ter qualquer especie de consequência ou sem serem confrontadas, não tem que dar a cara pelas suas opiniões.

 

Glam: Existem duas áreas sensíveis para a comédia, a politica e futebol…

 

LFB: Achei que ias falar da religião… então para ti não é sensível… ainda bem… (risos) bem o futebol é quase uma religião…

Glam: Eu falei de futebol e não desporto pois acabam por ser 2 áreas distintas, mas entre futebol e politica qual é aquela que te dá mais “gozo”?

LFB: É o futebol… se bem que o “Voz da Razão” é o espectáculo que mais falo de politica até hoje, se calhar até por causa do crescimento e do meu lado mais adulto, desenvolvi mais consciência politica que tinha quando era mais novo e nesse aspecto quem for ver o espectáculo no dia 10 na Casa da Musica pode contar com mais ângulos políticos do que eu alguma vez fiz… mas o futebol é uma área que do ponto de vista pessoal e de gostos pessoais me interessa mais e é uma área que tem mais impacto em termos de repercussões das piadas que se faz do que a politica, isso não tenho duvida

 

Glam: Na tua opinião achas que o interesse pela politica esta a morrer?

 

LFB: Não esta a morrer… mas em Portugal o futebol toma conta de tudo. A opinião futebolística sobrepõe-se a quase todas as outras… eu acho

 

Glam: Qual é aquele personagem que fizeste ou estas a fazer agora que te dá mais satisfação pessoal?

 

LFB: Eu diria Bruno Nogueira por ser a imitação mais bem conseguida… acho que é a voz que esta mais parecida de todas e como é um colega de profissão de quem eu também gosto muito, poder pôr-me na pele dele por uns momentos acaba por ter piada especialmente para mim do ponto de vista pessoal.

Glam: E já tiveste feedback?

 

LFB: Já já, alias já trabalhei com ele e já fiz dele à frente dele, já gravamos sketchs, muitos a gozar com isso e foi óptimo…

Glam: Que personagens novas podemos ouvir na próxima semana?

LFB: O “Voz da Razão” é interessante nesse aspecto, uma mistura de vozes que as pessoas já conhecem e sabem que eu faço e querem ver como o Jorge Jesus, o Bruno de Carvalho, o Cristiano Ronaldo, com algumas vozes que as pessoas nunca me viram fazer e que vêem no momento pela primeira vez, personagens algumas do mundo da musica e outras do entretenimento, portanto, não querendo estragar a surpresa, o espectáculo vale também por isso e vale a pena ir por causa disso

 

Glam: Há pouco falávamos da religião, já alguma vez tiveste alguma “questão” por causa de fanatismos?

LFB: Não nunca aconteceu nada, pelo futebol já…

 

Glam: Nunca te aconteceu que alguém que ouvia as tuas crónicas na rádio e ter visto ao vivo e ter dito “mas afinal não tem nada a ver com o que se ouvia na rádio”?

LFB: Já me aconteceu mas numa perspectiva positiva. Já me aconteceu por exemplo dizerem que gostaram porque nos programas e na rádio etc. acabo por ter tendência para fazer, não diria sempre os mesmos, mas um lote de personagens que podemos contar e depois ao vivo não só há outros como há novos ângulos, ou seja ao vivo acaba por ser uma experiência mais profunda e mais abrangente

Glam: Para finalizar, que conselhos quer dar para além do que já referistes para as “pessoas” irem à Casa da Música e não perder no dia 10 este espectáculo e em Lisboa 15 e 16?

LFB: O primeiro conselho que dou é que adquiram bilhete porque sem bilhete é muito difícil entrar e se não comprarem bilhete vão perder o espectáculo quase de certeza.
O que eu posso dizer é que eu acredito que é o meu melhor espectáculo até hoje, o “Voz da Razão”, acredito ainda que só quem vê um espectáculo meu é que tem noção do que é o meu trabalho, acho que as aparições televisivas ou radiofónicas ou que lhe quisermos chamar não espelham aquilo que eu gosto e consigo fazer, portanto ao vivo é que vêm o que é o trabalho do Luis Franco Bastos, que sou eu no caso de haver dúvidas, e nesse aspecto é preciso ver um espectáculo meu para perceber realmente o que sou como humorista e depois porque é especial pois é uma espécie de festa dupla de encerramento. É a ultima vez que vou fazer este espectáculo, fazer no Porto e em Lisboa pelas ultimas vezes de sempre depois vou enterrar este material e começar a trabalhar em projetos novos e portanto é a última oportunidade, peço e convido para toda a gente se juntar à festa de despedida

 

Entrevista conduzida por Paulo Homem de Melo

Viagem Medieval abre candidaturas… Casting para personagens históricas

A Viagem Medieval vai criar uma bolsa de personagens históricas que vão integrar a animação circulante da próxima edição do evento. De 8 a 21 de maio, decorre o período de candidaturas para o casting que vai selecionar 20 atores.

viagem3.jpgphoto: Paulo Homem de Melo

 

Frade, barregã, alcoviteira, falsário, vendedor de ar, pedinte, escrivão, aguadeiro e vendedor de sal são algumas das personagens a selecionar. O casting é aberto a toda a comunidade, mas será valorizada a experiência e percurso comprovados de candidatos oriundos do tecido associativo do concelho de Santa Maria da Feira.

Os 20 selecionados terão acesso a uma formação prática de 40 horas, nos meses de junho e julho, às terças-feiras (das 21h00 às 23h00) e aos sábados (das 09h30 às 12h30). Durante os 12 dias do evento terão uma participação ativa no programa de animação circulante.

As candidaturas devem ser remetidas para o e-mail:  animacao@viagemmedieval.com, com apresentação de currículo académico e artístico, fotos de rosto e corpo e carta de motivação pessoal. Os resultados serão divulgados até 26 de maio.

 

Organizada pela Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, empresa municipal Feira Viva e Federação das Coletividades de Cultura e Recreio do Concelho, a XXI Viagem Medieval em Terra de Santa Maria vai realizar-se de 2 a 13 de agosto e será dedicada ao reinado de D. Afonso IV.

Novos singles de Supa Squad… “Love We Bad” e “Pick Up Di Phone”

Os Supa Squad estão de volta com não um, mas 2 temas novos!... Mr Marley e Zacky Man voltam a não desiludir com “Love We Bad” e “Pick Up Di Phone”, dois temas que vão fazer com que não pares de dançar.

cghmilr6aamydtkhyy9i

Depois de muitos pedidos pela parte dos fãs os Supa Squad voltam às origens com sons de dancehall com um toque de moombahton.

A seguir ao single “Some More” agora é altura destes novos temas se tornarem nos novos favoritos.

 

Do Brasil chega o grito feminista de Fernanda Branco Polse

O feminismo entrou na vida de Fernanda Branco Polse como um grito de liberdade de ser mulher e artista. Ter a coragem de cantar sobre temas do feminino sem ter medo de ser expor e mostrar que a mulher tem desejos, fraquezas, forças, convicções e caminhos plurais, pontuam as dez faixas que compõem o álbum de estreia da artista, “Bicho Branco Polse”, que foi lançado em outubro de 2016.

untitled

“Sendo mulher o feminismo já estava destinado a me encontrar. E acho que ele me encontrou de forma tímida ainda jovem. Sempre tive essa pulga atrás da orelha e um dia ela virou um cão que late. Diante de tantas denúncias e constatações não tem como ficar em cima do muro. Eu sempre falo que o feminismo é uma lente permanente e uma vez que ela se instala nas suas retinas, você não tem como fingir que não é com você. E isso é revolucionário!”, conta Fernanda.

Bicho Branco Polse” compartilha intimidades através de relatos sobre um estar no mundo ímpar, sem contornos simples, com a bravura de querer perceber a vida com atenção, com cuidado, com coragem, com delicadeza, fazendo emergir uma paisagem sonora e imagética. As músicas também alcançam uma dimensão política, ao que ela diz: “Não sei como seria escrever de outra maneira sendo sujeito político. Compor uma música e colocá-la no mundo é um lugar de fala que eu não ocupo por bel prazer. É algo que eu faço com muita responsabilidade. Uma mulher com um microfone é um perigo. Um perigo que eu adoro correr. E adoro quando outras mulheres correm o perigo de falar e amplificar suas vozes”.

 

Vencedores do Yorn Dancers vão atuar no Rock in Rio-Lisboa 2018

A Yorn e a Jazzy Dance Studios apresentaram o Yorn Dancers #SchoolEdition, um campeonato de dança interescolar de âmbito nacional que vem desafiar os alunos portugueses a formarem equipas (crews) para conquistar o título de Best School Dancers, ganhando assim a oportunidade de atuar no maior evento nacional de entretenimento e música: o Rock in Rio-Lisboa 2018.

David Carreira, Da Chick, F+íbio Jorge.jpg

Com o apoio da Better World (Rock in Rio) e da Câmara Municipal de Lisboa, que se junta a esta iniciativa no âmbito da candidatura a Capital Europeia do Desporto 2021, o campeonato que vai colocar as escolas do país inteiro a dançar arranca em setembro e vai viver, sobretudo, no Youtube da Yorn. As inscrições são feitas através do envio de um vídeo por e-mail, que será depois publicado no YouTube da Yorn e sujeito a votações por parte do público e do júri, composto pelos cantores David Carreira e Da Chick e pelos dançarinos Diana Matos (recentemente nos holofotes por ter subido ao palco da cerimónia dos Óscares com Justin Timberlake) e Fábio Jorge (rosto familiar de todos os que passaram pelo Yorn Bundalicious no Rock in Rio-Lisboa).  

 

Segue-se um processo de eliminatórias e, em abril de 2018, no Dia Mundial da Dança, apura-se a crew vencedora num grande evento ao vivo. Além de poderem atuar no Rock in Rio-Lisboa 2018, os vencedores da primeira edição do Yorn Dancers vão, ainda, ganhar seis meses de formação intensiva na Jazzy Dance Studios e bilhetes para o festival no Parque da Bela Vista, em Lisboa. 

 

Primeiros projetos confirmados no Andanças 2017

À medida que o Andanças vai ganhando forma no olival e nas ruas de Castelo de Vide, estão já confirmados alguns dos projetos que irão dar alma, música e muita dança à 22ª edição do Festival.

18156948_1341093619272280_7657661048187504164_n.jp

photo: Edgar Libório

 

Nos bailes estão confirmadas presenças internacionais como Rhizottome, Aurélien Claranbaux Solo, Laüsa, Solune, Turfu, B-Road Bastard, La Base Duo, Senhora Asem. Nos concertos são dois os nomes emblemáticos do panorama musical português que confirmaram a sua vinda ao Andanças: Toques do Caramulo e Sebastião Antunes.

 

Nas diferentes oficinas de dança haverá forró, kizomba, indianas, salsa, europeias, lindy hop, orientais, portuguesas, galegas, entre outras, assim como várias oficinas de desenvolvimento pessoal e relaxamento como meditação, yoga suspenso, hatha yoga, yin yoga, massagem ayurvédica, contact e improvisação. Para um público muito especial do Andanças - Crianças e Famílias, está reservado, como de costume, espaço na programação com teatro, oficinas de dança e instrumentos, magia, circo, entre outras performances e projetos.

“Red String”… Instalação artística itinerante na Covilhã

No próximo dia 9 de maio será inaugurada na Covilhã a instalação “Red String”, da artista plástica Marian van der Zvaan. Esta instalação, criada a partir de 12 km de corda vermelha, vai unir a ponte pedonal da Carpinteira com o edifício fabril do New Hand Lab.

redsgtring__DSD1787-®joaopedrosilva

photo: João Pedro Silva

 

Red String”, instalação artística itinerante de Marian van der Zwaan, tem como objectivo aumentar a consciência sobre o racismo e outras formas de discriminação, através da confrontação e do debate público. Na instalação convivem uma simbólica corda vermelha que percorre os espaços arquitectónicos e um conjunto de testemunhos sonoros de pessoas que já foram excluídas e/ou discriminadas por diversas causas.

redsgtring__DSD2350-®joaopedrosilva

photo: João Pedro Silva 

 

O projecto realiza-se com o apoio da Amnistia Internacional Portugal. Na Covilhã, é organizado em parceria entre A Tentadora e o New Hand Lab, que acolhe a instalação, contando também com o apoio da Câmara Municipal da Covilhã. “Red String” estará patente até 30 de junho de 2017.

 

Paralelamente, na galeria de A Tentadora será realizada uma exposição que pretende mostrar o processo criativo da artista, com maquetas e fotografias da intervenção da Covilhã e de outros projetos prévios.

The Discotexas Band lançam “Family Affair”

Family Affair”, o primeiro original da The Discotexas Band, é uma síntese musicada dos 10 anos de Discotexas que agora se comemoram. Inaugura também a compilação 10cotexas (com edição a 26 de Maio) que celebra este aniversário tão importante para Moullinex, Xinobi e Da Chick que conceberam a banda para tocar o catálogo a editora, na velha tradição da Motown e Salsoul.

thediscotexasband.png

O Disco, o Funk e as melodias contagiantes imperam o solarengo e orelhudo "Family Affair", que não é mais que uma celebração da união através da música, uma extensão natural do espírito do colectivo.

A música foi composta durante uma residência artística num local recôndito da ilha da Madeira, a convite do Festival Aleste. Durante uma semana a Banda viveu numa casa transformada em sala de ensaio e estúdio e onde, com uma vista extraordinária para o oceano Atlântico, se magicou "Family Affair".

 

A 7 de Junho a The Discotexas Band actua no Musicbox e fará jus a este aniversário.

 

Antes, ainda em Maio:

12 de Maio 2017 – Lux (Lisboa) (Moullinex, Xinobi e Bufi)

19 de Maio 2017 - Plano B (Porto) (Moullinex, Xinobi, Bufi, Da Chick e Throes The Shine)

20 de Maio 2017 – Companhia (Covilhã) (Moullinex e Xinobi)

“Ceci N'est Pas Un Film”… Dueto Para Maçã e Ovo de Paulo Ribeiro no CCB

Não ilustramos um filme... Dialogamos com imagens, imagens com passado mas futuro incerto. Imagens que se vão habitando de gente, de vida, de vivências, de histórias suspensas... Imagens que caminham para o dueto da maçã e do ovo, que sugere a elevação do amor... Amor que se torna possessivo, exigente, dependente, desesperado, exaltado, sufocante. Amor que derrapa nos fantasmas da negritude da alma, da hiperatividade como forma de exorcizar! Amor... imagem entre o tempo que se arrasta rodopiando sobre si próprio e o dueto que de tanto querer voar, se amarra ao seu próprio chão.

_Y0A8007

Autoria Coreografia e Espaço Cénico: Paulo Ribeiro

Colaboração e Seleção de Filmes: Cine Clube de Viseu

Interpretação: Ana Jezabel e João Cardoso

Figurinos: José António Tenente

Desenho de Luz: Cristóvão Cunha / Assistente de Produção e Técnica: Tomás Pereira

Produção: Companhia Paulo Ribeiro

 

Centro Cultural de Belém / Pequeno Auditório (Lisboa)

11 e 12 de Maio 2017 | 21.00h

Sebastião Antunes apresenta novo disco "Singular"

Sebastião Antunes apresenta o 10º álbum da sua carreira… "Singular".

Em formato acústico, apenas com voz e guitarra, "Singular" é o resultado duma experiência na música de Sebastião, ao mesmo tempo que, celebra os seus 30 anos de carreira, revisitando, renovando e partilhando as histórias que fazem parte da sua discografia.

18119121_1955640298003250_8291438487079653252_n.jp

"Singular" conta com 10 temas, oito com novos arranjos, e dois originais: "Amor para dar", e "A Melhor Solução", que conta com a participação de Ana Laíns.

Na "Toada do Alentejo", Sebastião contou com a participação de Pedro Mestre e da sua viola campaniça.

 

"Singular" tem data de lançamento hoje, dia 5 de Maio e "A Balada do Desajeitado", com música e letra de Sebastião Antunes, numa versão renovada, é o tema de apresentação.

James Arthur ao vivo em Portugal…

Hoje, James Arthur atuará na Queima das Fitas de Coimbra e amanhã estará presente na Queima das Fitas do Porto.

Safe Inside” é o novo single de James Arthur, cujo videoclip conta já com mais 11 milhões de visualizações. “Safe Inside” sucede a “Say You Won’t Let Go”, o tema de apresentação do segundo disco de James Arthur, “Back From the Edge”.

DSC_0093 (Cópia).jpgphoto: Paulo Homem de Melo

 

Neste trabalho, o estilo musical do artista mantém-se “versátil”, influenciado pelos seus diferentes géneros favoritos: soul, rock e hip hop. James Arthur remete para os seus pais a responsabilidade pelo seu gosto musical eclético: “Gosto de explorar diferentes géneros e misturar tudo. Cresci a ouvir música soul, com a minha mãe, e o meu pai gostava de heavy rock, como Black Sabbath, AC/DC e Thin Lizzy. Neste álbum, temos um pouco de tudo”.

 

Machine Gun Kelly lança terceiro álbum de estúdio… “bloom”

O rapper Machine Gun Kelly prepara-se para lançar o seu terceiro álbum de estúdio, intitulado “bloom”, a 12 de maio. O álbum já está disponível em regime de pré-venda, com a qual os fãs receberão imediatamente os temas “TrapParis” feat. Quavo e Ty Dolla $ign, “Bad Things”, com Camila Cabello, e “At My Best” feat. Hailee Steinfeld.

Em breve ficará também disponível com a pré-venda o tema “Let You Go”.

bloom_1.jpg

bloom” conta com participações de James Arthur e DubXX, com produções de The Futuristics (Chris Brown/Bruno Mars), Happy Perez (Frank Ocean/Miguel), Sonny Digital (21 Savage/Future) e Jesse Shatkin (Sia(Charlie Puth).

MGK é um dos criadores mais versáteis da atualidade e é uma honra ver, e fazer parte, da sua evolução enquanto artista”, disse Sean “Diddy” Combs. “Não existe outra história como a dele, a sua sonoridade é tão crua e intensa e o novo álbum prova que MGK está em topo de forma neste momento.”

Em 2017, Machine Gun Kelly conquistou o seu primeiro n.º 1 na Pop radio e uma nomeação para os Billboard Awards por “Bad Things”. A canção manteve-se durante 13 semanas na tabela Billboard Hot 100, tendo chegado ao 4.º lugar. O tema já ultrapassou os 463 milhões de streams em todo o mundo, perfazendo um consumo global (streams e downloads) de 4 milhões de unidades, além de ter uma audiência de rádio de 145 milhões.

Machine Gun Kelly também participou no último single da girl band britânica Little Mix, “No More Sad Songs”. O seu álbum anterior, “General Admission”, entrou para o 1.º lugar das tabelas de vendas de álbuns de r&b e hip hop da Billboard.

OneRepublic lançam nova canção… “No Vacancy”

Os OneRepublic, já nomeados para os prémios Grammy, acabam de lançar uma nova canção, “No Vacancy”, com o selo Mosely/Interscope Records. “No Vacancy” está disponível para streaming e download em todas as plataformas e serviços digitais. “No Vacancy” foi escrita por Ryan Tedder, Mikkel Eriksen e Tor Hermansen e produzida pelos Stargate e Tedder.

onerepublic_1.jpg

Recentemente, os OneRepublic interpretaram “No Vacancy” no “The Today Show”, numa celebração do National Concert Day da Live Nation. Os OneRepublic vão fazer as primeiras partes de várias datas da “The Joshua Tree”, dos U2, em junho, depois de concluírem a sua “2017 Honda Civic Tour”, nos EUA, que contará com a presença de Fitz & the Tantrum e James Arthur na primeira parte.

Os OneRepublic lançaram o seu álbum de estreia, Dreaming Out Loud, em 2007. O álbum incluiu o êxito Apologize, que conquistou os tops de vendas digitais e de airplay em todo o mundo, além de ter garantido ao grupo uma nomeação para os prémios Grammy. O álbum sucessor, Waking Up, de 2009, produziu três singles: “All the Right Moves”, “Secrets” e “Good Life.

O terceiro álbum de estúdio dos OneRepublicNative, foi lançado em março de 2013 e dele foram retirados os singles If I Lose Myself”, “Feel Again”, “Love Runs Out”, “I Lived” e o maior sucesso do grupo até à data, Counting Stars, que atingiu o n.º 1 dos tops de vendas em 54 países, além de ter ultrapassado os 10 milhões de downloads. Native vendeu mais de 5 milhões de cópias em todo o mundo. O mais recente álbum da banda, Oh My My, incluí os êxitos Wherever I Go”, “Kids” e “Let’s Hurt Tonight e foi lançado no outono de 2016 com o selo Mosley/Interscope Records, tendo entrado diretamente para o 3.º lugar da tabela de vendas Billboard Top 200.

 

“Most Girls”... novo single de Hailee Steinfeld já disponível

A estrela pop Hailee Steinfeld acaba de lançar o seu novo single, “Most Girls”, com o selo da Republic Records. Hailee anunciou aos fãs este lançamento na semana passada com uma série de teasers, incluindo uma imagem em estúdio com o premiado produtor Ryan Tedder (Beyoncé, Adele), que colabora neste tema.

mostgirls

Num apoio sem precedentes, o Spotify estreou teasers do tema através da playlist Teen Party, aliando a isto conteúdo vídeo, algo nunca feito até então nesta plataforma. Hailee tomou conta da playlist no passado fim-de-semana escolhendo ela mesma várias canções, celebrando assim o lançamento de “Most Girls”. “Most Girls” destaca-se como mais um inquestionável êxito da cantora. Sobre um beat enérgico e um ritmo dançável, Hailee canta de forma poderosa “I wanne be like most girls.”

No passado sábado, Hailee Steinfeld estreou o tema ao vivo na cerimónia deste ano dos Radio Disney Music Awards, no Microsoft Theater, em Los Angeles. A cantora interpretou “Most Girls” num medley com o platinado êxito “Starving”, tendo-se seguido um tributo ao ícone da música pop Britney Spears. A cantora esteve nomeada em duas categorias, incluindo a de Artista Revelação.

 

Em breve serão reveladas novas músicas de Hailee Steinfeld.

EDPCOOLJAZZ tem novidades no espaço gourmet Cool Pick&Go

Mais opções para tomar uma refeição rápida antes dos concertos, mais espaços com bebidas, e uma variedade de novidades que este ano o espaço gourmet Cool Pick&Go vai disponibilizar ao público do EDPCOOLJAZZ.

17499120_10154982141467850_1538497554422796245_n

O espaço Cool Pick&Go foi criado na edição de 2014 e pretende oferecer às exigências e sofisticações do público do EDPCOOLJAZZ, conceitos diferenciados de comida e bebida gourmet, para usufruir antes, durante e depois, nos sete dias de concertos, para uma experiência verdadeiramente cool e que justifica inquestionavelmente antecipar a hora de chegada aos Jardins do Marquês de Pombal ou Parque dos Poetas, os locais emblemáticos dos concertos.

 

A Carpacceria é uma das novidades para este ano, que traz os seus deliciosos Carpaccios, Tártaros e Ceviches, mais uma opção saudável a juntar ao portefólio de marcas já existentes neste espaço Gourmet. Ainda nas opções saudáveis e como novidade completamente original o 3Mosso com tremoços de vários sabores para este verão, desde o simples, ao alho e orégãos ou picante, um alimento com um reduzido valor energético e com propriedades nutricionais muito interessantes para a saúde. 

Também novo nesta edição são os Pregos no Caco com o tradicional Bolo do caco da ilha da Madeira, pão macio e saboroso à base de batata-doce e com as melhores carnes das planícies ribatejanas grelhadas no carvão. Nas bebidas as novidades também são várias, com o espaço Licor Beirão, onde este licor emblemático do nosso país, com mais de 80 anos de existência, poderá ser bebido como digestivo, puro ou com gelo, mas também em cocktails preparados no momento.

Para os grandes apreciadores de um bom café, este ano a novidade será com Daily Coffee, o espaço de cafés e bebidas quentes da Lavazza.

 

Espaço Cool Pick&Go, disponível em todos os dias de concertos, a partir das 19h00, no Parque dos Poetas e nos Jardins Marquês de Pombal