Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

5º Indie Music Fest… Paraguaii… Uma das primeiras confirmações

Indie Music Fest volta ao Bosque do Choupal, em Baltar, nos dias 31 de Agosto, 1 e 2 de Setembro de 2017 e as primeiras confirmações estão aqui… Nasce da procura na amizade musical e experiências entre Igor Gonçalves e Giliano Boucinha aquando, ainda, partilhavam palco em Utter. Segue-se o tempo e só na segunda metade do ano de 2014 surge realmente o reflexo de toda esta interacção e a oportunidade de assegurar e dar vida ao projecto. Em agosto desse mesmo ano, junta-se o terceiro elemento, Zé Pedro Caldas Correia e por fim Rui Sousa que vem ultimar a formação. Toda uma nova história é criada.

13855d50-b0d8-41f4-a0f3-1b43ddb9a985.jpg

"Paraguaii é denso, é chuvoso. É um mergulho no mar num dia cheio de luz."

O primeiro single, "She", foi editado em Dezembro de 2014 pela Elephante MUSIK com um lado B, "Tucano Baby´s". Em Março de 2015 foi lançado o 2° single, "Black Ships" que serviu como tema de apresentação do primeiro EP de Paraguaii. 2016 foi o ano de apresentação do primeiro álbum com o nome de "Scope".

Regressam em 2017 com novo álbum. “Dream About The Things you Never Do" é, assumidamente, o registo mais pop dos Paraguaii. São oito temas que propõem um jogo constante entre os universos mais dançantes da música electrónica, nascida ou devedora dos anos 80, e a genética rock do colectivo. Composto, gravado e produzido pela própria banda, o segundo registo de originais desconstrói a rotina dos dias, atacando o carácter mortífero do comodismo e do hábito ao mesmo tempo que se fala de mulheres fatais, sonhos e virgindades espirituais.

“Straight or Gay" foi o single de avanço do segundo álbum de Paraguaii. O videoclipe, produzido pela Elephante MUSIK & Estudio Lobo Mau, convidando-nos para uma viagem que apela à liberdade de escolhas e de modos de ser e fazer.

 

O projeto é formado por Giliano Boucinha na guitarra e voz , Igor Gonçalves na bateria , Zé Pedro Correia nos Synths e Baixo. Paraguaii conta, sempre que possível, com a participação de um 4° elemento, Rui Sousa no Hammond, Synths, e Saxofone.