Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Alfândega do Porto vestiu-se a rigor para a 20ª edição dos “Óscares do Vinho”

Uma noite longa e memorável, aquele que se viveu ontem na Alfândega do Porto, onde cerca de mil pessoas assistiram à 20ª edição dos Prémios “Os Melhores do Ano” da Revista de Vinhos. Uma cerimónia que voltou a eleger o melhor que se faz em Portugal, mostrando também a enorme vitalidade do sector do vinho no nosso país.

DSC_0207 (Cópia)

Entre os muitos prémios, destaque para o “Senhor do Vinho”, atribuído a João Portugal Ramos, pela sua carreira, que em muito ajudou a mudar a enologia portuguesa, bem como tributo prestado aos vinhos, em especial aos do Alentejo, região esta para a qual foram também os prémios especiais de Organização Vitivinícola (Vinhos do Alentejo), Adega Cooperativa de Borba e o Produtor do Ano para a Herdade da Malhadinha Nova.

DSC_0348 (Cópia)

Mais do que os prémios e distinções, os “Óscares do Vinho” são o momento alto de um ano de trabalho, reconhecimento e dedicação das pessoas que trabalham a vinha e o vinho todos os dias.

Esta 20ª edição consagrou Jorge Serôdio Borges e Carlos Alves como enólogos do ano. Nos vinhos generosos, a Adriano Ramos Pinto foi eleita Empresa do Ano. Para o Douro a distinção Produtor Revelação.

A Aveleda recebeu o prémio de melhor Viticultura e a Sociedade Agrícola Boas Quintas no Dão, arrecadou o galardão de Empresa do Ano 2016.

DSC_0306 (Cópia)

Na Gastronomia o chef Miguel Castro e Silva foi o vencedor do emocionante prémio de gastronomia “David Lopes Ramos”. Melhor Restaurante do ano 2016 foi atribuído a Mesa de Lemos em Silgueiros e a distinção de Cozinha Tradicional Portuguesa para o Gaveto em Matosinhos.

Rodolfo Tristão ganhou o titulo de Sommelier do Ano 2016.

O Monverde Wine Experience Hotel em Amarante foi o galardoado do prémio Enoturismo e o Wine Quay Bar no Porto como melhor Wine bar. O prémio Garrafeira viajou até à Cave Lusa em Viseu e Manuel Tavares em Lisboa o prémio Loja Gourmet.

DSC_0260 (Cópia)

A atribuição dos Prémios Excelência, que distingue os 30 melhores néctares, foi outro dos momentos altos da noite. Prémios em que o Douro voltou a destacar-se com 9 referências, 8 tintos e 1 branco, seguidos pelos vinhos alentejanos, 7 distinções. À Bairrada foram atribuídos 3 prémios, um deles para o único espumante. Vinhos verdes e Dão 2 galardões atribuídos e por último uma distinção para a Zona de Lisboa.

As restantes 5 distinções com o Prémio Excelência foram entregues a vinhos generosos, três vinhos do Porto, um vinho da Madeira e dois Moscatéis de Setúbal.

 

Todas as fotografias dos galardoados aqui


Reportagem: Paulo Homem de Melo