Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Cadernos de Poesia no CCB… Ruy Cinatti, José Blanc de Portugal e Tomaz Kim

Lembrar os “Cadernos de Poesia” é antes de tudo invocar a força da iniciativa e a memória dos seus primeiros impulsionadores, cujos centenários assinalamos. José Blanc de Portugal (1914-2000), Ruy Cinatti (1915-1986) e Tomaz Kim (1915-1967).

00.jpgO intuito da revista foi o de afirmar que “a Poesia é só uma” e “arquivar a atividade da Poesia atual sem dependência de escolas ou grupos literários, estéticas ou doutrinas, fórmulas ou programas”. A primeira série dos “Cadernos” (1940-42) foi organizada pelos três poetas referidos e engloba cinco números antológicos; a segunda (1951) foi concretizada por Jorge de Sena, Ruy Cinatti, José Blanc de Portugal e José-Augusto França com sete fascículos e a terceira teve três números (1952-53).

Os “Cadernos de Poesia” são uma verdadeira bússola num momento crucial da literatura portuguesa do século XX, contando com Sophia, Eugénio de Andrade e Jorge de Sena. Sente-se bem a criação poética como “compromisso firmado entre um ser humano e o seu tempo, entre uma personalidade e uma consciência sensível do mundo”.

(Guilherme d’Oliveira Martins)

 

Programa:

15.00h – Abertura

António Lamas // Guilherme d’Oliveira Martins // Pedro Mexia

15.15h – A Poesia é só Uma?

Fernando J. B. Martinho // Gastão Cruz // António Carlos Cortez

16.00h – Os Cadernos de Poesia

José-Augusto França // Luís Adriano Carlos // Fernando Cabral Martins

16.45h – Intervalo

17.15h – Três Poetas dos cadernos

José Blanc de Portugal, por Adília Lopes

Ruy Cinatti, por Joana Matos Frias

Tomaz Kim, por Fernando Pinto do Amaral

18.00h – Encerramento

CCB – Sala Almada Negreiros (Lisboa)

1 de Novembro 2015 | 15.00h