Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Carolina Deslandes escreve (mas) "Isto não é um livro"

“Para que não exista qualquer tipo de dúvida, isto não é um livro. Não é.”

Esta é a porta de entrada para os pensamentos e sentimentos de uma das mais acarinhadas jovens artistas portuguesas. Nas livrarias já no próximo dia 20 de outubro.

Image1.jpg“Esta é a história de quem tem medo de virar pó”.

Desde sempre, Carolina Deslandes tem a “necessidade física e psicológica de escrever, de dizer coisas e de pensar sobre coisas” e, porque perdeu a ilusão de céu e concluiu que, afinal, tornamo-nos pó, acredita que há histórias que devem permanecer além dela. E é assim que, através de “Isto não é um livro”, que também ilustrou, a intérprete de “Não é verdade”, “Mountains” (feat. Agir) ou “Carousel”, abre a porta de sua casa e convida os leitores a entrar.

No livro, que chega às livrarias a 20 de outubro, estão “histórias que vivi, que imaginei ou que me foram contadas por alguém e eu decidi escrevê-las com medo que se perdessem para sempre na correria do mundo”. A voz de “Se eu pudesse”, da banda sonora do sucesso da Disney “Os Descendentes”, revela que, se mandasse no mundo, “chamava segunda-feira a todas as más pessoas” ou que “a cura do cancro era cafuné e todas as lágrimas de amor faziam crescer flores”. E, não, isto não é um livro!

 

Carolina Deslandes começou a ganhar identidade enquanto artista aos 15 anos, quando se juntou a alguns amigos e começou a fazer refrões de hip hop e a tocar em vários bares na zona de Lisboa, mas foi a participação na 4ª edição do “Ídolos”, em 2010, onde acabou em 3º lugar, que a deu a conhecer ao grande público. Em 2012 e, depois de estudar na London Music School, lançou o primeiro disco “Carolina Deslandes”. O segundo álbum será lançado em 2016.