Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Depois de Aveiro… Moonshiners apresentam "Prohibition Edition" em Lisboa

Resultado de uma relação tumultuosa entre a inquietude da música e o luxo do seu ócio, os Moonshiners, constituídos por Gamblin' Sam (voz e harmónica), Susie Filipe (bateria) e Victor Hugo (voz e guitarra), surgem em Portugal no início de 2011. Sob a alçada de influências tão distintas como Robert Johnson e Amália Rodrigues, a sua música não podia deixar de ir buscar os seus ecos às esquinas mais meninas e aos seus velhos becos, a lupanares e botecos, às cidades baixas das águas-furtadas e aos tectos rentes das suas madrugadas.

22046758_1695358587181786_5208412651173992426_n

Em Outubro de 2013, após um longo perídodo de digressão desde o norte ao sul do país em que se dão em primeira mão à luz do público português, os Moonshiners lançam o seu primeiro EP, homónimo, constituído por seis faixas originais, gravado e masterizado por João Veludo. Conta com a participação de Alexandre Mano (no baixo) e Miguel Leitão (no saxofone). Neste Extended Play, em registo live, encontram-se canções sobre whisky e sobre cerveja, conversas entre Deus e o Diabo, réquiens de amor falhado, mas sobretudo eles próprios e a sua longa digressão: mais ao fim da noite do que ao do país. Malas e misturas feitas dos ritmos dos blues e do country, das harmónicas estridentes e dos riffs explosivos, os Moonshiners voltam à estrada com o seu primeiro registo discográfico no bolso, passando por festivais como Jardins Efémeros, OffBeatz, Fura e Vagueira Surf Fest.

2015 abre com boas notícias e o lançamento do seu primeiro álbum "Good News For Girls Who Have No Sex Appeal", abrilhantado pelo olho fotográfico de Paulo Moreira, da naked-fotografia. Contando com a presença dos músicos já anteriormente convidados e com a mesmíssima batuta técnica de João Veludo, este novo álbum conta também com a participação especial de Paulo Furtado (The Legendary Tiger Man). Constituído por sete faixas originais, este segundo trabalho deslinda uma banda mais madura consolidada e sobretudo viajada que alcança as mais novas e variadas direcções sem, apesar disso, perder o seu traço ou o seu destino original.

 

Em 2017 tocam pela primeira vez fora do país, primeiro no Eurosonic na Holanda, depois em Veszprem na Hungria e por último em Espanha numa mini tour. Com três singles lançados, "Really Into You", "Songrider" e "Musicommentary", os Moonshiners, anunciados viajados saltimbancos, traficando melodias e contrabandeando emoçôes, preparam