Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

“Fallen Angels”… novo album de Bob Dylan… lançamento agendado 20 de Maio

A Columbia Records confirmou que um novo álbum de estúdio de Bob Dylan, intitulado “Fallen Angels”, irá ser lançado a 20 de Maio. Incluindo doze temas clássicos norte-americanos compostos por alguns dos compositores mais aclamados e influentes da música, o álbum apresenta o talento único e famoso de Dylan como vocalista, arranjador e líder de banda. O álbum, produzido por Jack Frost, é o 37.º disco de estúdio de Bob Dylan e representa a primeira música do artista desde “Shadows In The Night”, editado no início de 2015.

Bob Dylan - Fallen Angels - Cvr - BOB DYLAN.jpgUm dos temas do álbum, “Melancholy Mood”, está disponível no iTunes como faixa gratuita e também irá ser lançado a 16 de Abril como parte de um EP de 7 polegadas com quatro faixas, como parte Record Store Day nos EUA.

Em “Fallen Angels”, Dylan escolheu temas de vários compositores como Johnny Mercer, Harold Arlen, Sammy Cahn e Carolyn Leigh para gravar com a sua banda de digressão. O álbum foi gravado nos Capitol Studios em Hollywood, em 2015.

O trabalho anterior do artista com temas clássicos norte-americanos, “Shadows In The Night” (2015), chegou ao Top 10 em 17 países, incluindo ao n.º 7 nos EUA, com estreias no n.º 1 no Reino Unido, Irlanda, Suécia e Noruega. O álbum também foi aclamado pela crítica mundial, sendo que Neil McCormick do The Telegraph atribuiu ao disco 5 em 5 estrelas, descrevendo a obra como “assustadora, agridoce, fascinantemente comovente" com "a melhor interpretação vocal por parte de Dylan dos últimos 25 anos.” Jon Pareles escreveu no New York Times: “Mr. Dylan apresenta outra voz alterada… Um tom vencido, constante… Shadows in the Night mantém o seu estado de espírito singular: ferido de amor, assombrado, suspenso entre um presente inconsolável e todos os arrependimentos do passado.”

 

Os seis álbuns de estúdio anteriores de Bob Dylan foram mundialmente elogiados como os melhores da sua carreira, tendo atingido novos níveis de sucesso comercial e elogio da crítica para o artista. O disco “Time Out Of Mind” de 1997 (que atingiu a marca de platina) conquistou vários prémios Grammy, incluindo nas categorias de Álbum do Ano, ao passo que "Love and Theft" continuou a marca de platina do cantor e conquistou várias nomeações para os prémios Grammy e conquistou um prémio para Melhor Álbum Folk Contemporâneo.

Modern Times”, editado em 2006, tornou-se um dos álbuns mais populares do artista, tendo vendido mais de 2,5 milhões de cópias no mundo inteiro e conquistado mais dois Grammys para o cantor. “Together Through Life” tornou-se no primeiro álbum do artista a estrar-se no n.º 1 das tabelas nos EUA e no Reino Unido, bem como em cinco outros países, continuando um percurso para ultrapassar vendas na marca de 1 milhão de cópias. “Tempest” recebeu elogios unânimes por parte da crítica mundial após o seu lançamento e chegou ao Top 5 em 14 países, ao passo que “Shadows In The Night” foi elogiado pelos fãs e pela crítica pela arte interpretativa singular do cantor.

Estes seis lançamentos incluem-se num período criativo de 18 anos que também incluiu a gravação de um tema que conquistou um Óscar e um Globo de Ouro, "Things Have Changed", do filme “Prodígios” (Wonder Boys) em 2001; um livro de memórias best-seller, Chronicles Vol. 1, que esteve 19 semanas na lista de livros mais vendidos do New York Times, em 2004, e um documentário realizado por Martin Scorsese, No Direction Home, em 2005. Bob Dylan também lançou a sua primeira colectânea de temas de Natal, Christmas In The Heart, em 2009, onde todos os royalties dos artistas participantes no disco foram doados para instituições de caridade de luta contra a fome espalhadas pelo mundo inteiro.

 

Nos últimos anos, Bob Dylan recebeu a Medalha Presidencial da Liberdade, a maior honra atribuída a um civil nos EUA. Também recebe um Prémio Pulitzer especial em 2008 pelo "seu profundo impacto na música popular e cultura norte-americana, marcada por composições líricas de extraordinário poder poético". Também recebeu o título Officier de la Legion d'honneur em 2013, o Polar Music Award em 2000 (Suécia), Doutoramento pela Universidade de St. Andrews e Universidade de Princeton, para além de várias outras honras.

Bob Dylan já vendeu mais de 125 milhões de discos no mundo inteiro.