Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Filme concerto de Joaquim Pavão nas noites do Cinecôa 2015

Na última noite do CINECÔA, o Festival Internacional de Cinema de Vila Nova de Foz Côa recebe um momento especial com o guitarrista, compositor e cineasta Joaquim Pavão. No palco do Auditório Municipal de Foz Côa, pelas 21.30h de domingo dia 22 de novembro, Joaquim Pavão constrói o seu cine-concerto à volta de um conjunto de filmes onde anteriormente teve intervenção. Serão exibidos os filmes “A Sesta”, excertos de “Onde o Céu é a Terra que Pisamos”, “Tropisme”, excertos de “Es.Col.A” e finalmente “Miragem”.

Joaquim Pavão.jpg“A Sesta” é um filme da coreografa Olga Roriz, inserido na exposição “Arquiteturas em Palco” de João Mendes Ribeiro que recebeu uma medalha de ouro na Quadrienal de Praga 2007 - 11ª Exposição Nacional de Cenografia e Arquitetura para Teatro.

“Onde o Céu é a Terra que Pisamos” resulta da pesquisa do universo mineiro em Portugal para a peça de teatro de Isabel Fernandes Pinto.

“Tropisme” foi escrita para a performance do celebre realizador canadiano Pierre Hebert, estreada em 2014.

“Es.Col.A” foi um projeto do autor e “Miragem” é um filme premiado que intervém no universo familiar de Joaquim Pavão.

 

Joaquim Pavão nasceu em 1975 no Porto. Como intérprete tem tocado em Portugal, Espanha e Bulgária. Para além inúmeros recitais a solo, fez parte do trio Arsis e Duo Amabile, acompanhou o ator Vítor de Sousa (Poesia), o violoncelista Jan Kuta e a violinista Elitza Mladenova. Apresentou a primeira apresentação pública em Portugal da obra completa de N. Paganini para Guitarra e Violino na sua versão “facsmile”. Gravou obras de E. Gismonti, A. Piazzolla e L. Brouwer. Estreou obras de compositores como Michel Bert, Andrey Diamandiev e Philip Houghton.

Compôs a banda sonora dos filmes “A Sesta” de Olga Roriz, “Foi o fio...” de Patrícia Figueiredo, “A Nau Catrineta” de Artur Correia, “15 Bilhões de Fatias de Deus” de Cláudio Jordão, “(re)Volta e Meia” e “Quatro Elementos” de Janek Pfeifer. Deste último filme, que mereceu um prémio no Festival Ecovision de Palermo, a Universidade de Aveiro/Academia de Artes Digitais editou um DVD com a orquestra de cordas, interpretado pela Filarmonia das Beiras.

 

Gravou para a Antena 2 a estreia da obra “Uma Ilha na Lua” (Narradores, Soprano, Baixo, Guitarra e Orquestra). Escreveu para teatro, nomeadamente para os encenadores Renata Portas, José Geraldo e para a Companhia Efémero. Escreve variadíssimas obras para concerto destacando-se “Concerto para Cesariny” (Guitarra e Orquestra), “...de um Fado” (Orquestra de Câmara), “7 miniaturas” (Soprano Solo), “10 estudos” (Guitarra). A sua obra é publicada pela Ava Musical Editions.

 

A 5ª edição do Festival CINECÔA decorre entre 20 e 22 de novembro, homenageando este ano o produtor Tino Navarro, responsável por alguns dos maiores sucessos do cinema português e natural de Vila Flor, concelho vizinho de Vila Nova de Foz Côa