Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Maria Mendes está de regresso com o 2º álbum "Innocentia" e anuncia 2 datas de apresentação no Misty Fest

Um dos maiores talentos do Jazz europeu, a voz que conquistou Quincy Jones, está de regresso com o segundo álbum “Innocentia”. Tem ADN português mas é nos palcos internacionais que tem construído a sua carreira. Do Porto para Holanda, da Holanda para o mundo, o timbre doce e a flexibilidade vocal ímpares de Maria Mendes não deixam ninguém indiferente, sejam eles a crítica especializada - que a considera uma das vozes mais promissoras do Jazz Europeu, sejam "connaisseurs" como Quincy Jones que, sem hesitações, afirmou: “vejo um futuro brilhante e promissor para esta jovem cantora”.

maria.jpgEste ano, Maria Mendes está de regresso com o segundo álbum depois da estreia aclamada com “Along the Road”, editado em 2012. “Innocentia” é um disco com uma escrita mais pessoal, retrato da nostalgia e inocência de alguns episódios da vida da cantora traduzidos em canções do repertório Jazz bem como do repertório erudito clássico. Em busca de um som não convencional, fez-se rodear dos melhores músicos, de entre os quais, a famosa clarinetista do Jazz internacional Anat Cohen. Ambas compositoras e entusiastas do virtuosismo instrumental jazzístico cantado e tocado, juntas abraçam a nostalgia do legado do Jazz mainstream associando-o ao universo musical erudito brasileiro com incidência em obras de Hermeto Pascoal, Radamés Gnattali e Heitor Villa Lobos.

Maria Mendes lança agora “Innocentia” e anuncia duas datas de apresentação em Lisboa e no Porto. Os concerto, incluídos no Misty Fest, acontecem dias 6 de Novembro, às 21h30, no CCB e 7 de Novembro, às 22h00, na Casa da Música.

 

Alinhamento do disco “Innocentia”

  1. Fragile (Sting)
  2. Smile (Charlie Chaplin)
  3. When You Wish Upon a Star (Disney)
  4. Innocent Travels (Pat Metheny/Maria Mendes) Primeiro Single
  5. Inverso (Maria Mendes)
  6. Innocentia (Maria Mendes)
  7. The Summer Knows (Michel Legrand)
  8. Água de Beber (Jobim)
  9. Bachianas Brasileiras nº5 (Vila Lobos)
  10. O Ovo (Hermeto Pascoal)
  11. Sonatina Coreográfica mov.IV (Radamés Gnatalli)
  12. Handful of Soul (Jimmy Woode)

 

Misty Fest 2015 - CCB (Lisboa)

6 de novembro | 21.30h

Misty Fest 2015 – Casa da Música (Porto)

7 de novembro | 22.00h

 

Fotografia: Joel Bessa