Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

ModaLisboa Boundless… 10 de Março (Reportagem)

ModaLisboa seis anos depois, decidiu sair da “zona de conforto”, assim nesta 48.ª edição encheu as salas do Museu Colecção Berardo e Garagem Sul do Centro Cultural de Belém (CCB). O tema escolhidos para esta edição foi Boundless (em português, sem limites). A escolha da palavra insere-se no contexto actual de divisão, “num mundo em que está toda a gente um bocadinho na retranca: muros para aqui, saídas de territórios comunitários”, refere a presidente da Associação ModaLisboa. A criatividade, acrescenta, “é uma disciplina que pode ser transversal, pode ultrapassar tudo”, assim como a espiritualidade.

00

Contou, como tem acontecido nas duas ultimas edições, Fast Talks no dia 9 de Março, procedida por três dias de desfiles. A edição seguinte da Moda Lisboa, em Outubro de 2017, deverá ser no Pavilhão Carlos Lopes.

 

Abriu o primeiro dia desfiles, à semelhanças das últimas edições, com o Sangue Novo. Fechando esta edição com o Magnifico desfile “Procisão” do designer Nuno Gama. Mais uma edição de marcou pela criatividade, inovação, espetáculo com sucesso.

 

1.º DIA 10 Março / SANGUE NOVO

 

ALEXANDRE PEREIRA

NOISE reflete a dependência da sociedade atual “conectação WIFI” onde nos vemos e sentimos através de imagens, em ecrãs... como manifesto a tal, o jovem cria a coleção onde assume sermos escravos e obedientes das tecnologias. Apostou nas gangas e malhas predominantemente, e nas cores como laranja, branco e preto.

01

 

CAROLINA MACHADO

CHANGE é uma viagem de autodescoberta. A silhueta é oversize, contraposta com peças interiores justas, jogando com a feminilidade e masculinidade de cada peça. A paleta de cores baseia-se no branco, mostarda, caqui e preto. Nos materiais é de destacar o veludo, a malha e a lã.

02

 

JOÃO OLIVEIRA

SOCIETY explora o comportamento de indivíduos no contemporâneo, perante o atrevimento da tecnologia. A sobreposição de peças decompõe os vários elementos da temática – a estrada, a população e a atitude. Cinzento, branco e azul são as cores base desta coleção, interrompidas por amarelo e vermelho. Vencedor do prêmio talento.

03

 

LILIANA AFONSO

O NEGATIVO envolve as particularidades da presença humana no seu ambiente e a importância que lhe é dada quando esta deixa de existir. Enfatiza o facto de termos de observar uma segunda vez as coisas para as conseguirmos realmente ver, assim como o valor associado às mesmas. O corte da ausência que provoca a sua existência.

04

 

MARIANA LAURÊNCIA

FANTASIES DON’T MEET REALITY uma fantasia de extrapolação da vida quotidiana que de­fine objetivos e sonhos. A coleção atrai-nos para as silhuetas e para os gra­fismos, pois esta ganha vida através do styling de diferentes estilos que se complementam no seu todo.

05

 

RITA AFONSO

SOU JARRA, MAS EU GRITO pretende homenagear todos os gritos das mulheres ao longo da história, essencialmente por aquelas que quiseram ser artistas e contrariaram o que “deveriam” socialmente ser ou fazer. As jarras e os frutos observam-se em quase todos os coordenados, e as cores que potenciam a vida e o grito. 

06

 

RITA CARVALHO

NOPE! A tenção, negação, o precisar de espaço, esta coleção representa as matérias exteriores e a forma como nos sufocam e ao mesmo tempo nos podem libertar. As peças com uma silhueta oversized que de repente apertam criam o binómio entre o precisar de espaço e o sentir-se preso. O resultado é um look easy-going feminino.

07

 

DAVID FERREIRA (LAB)

O nome atribuído à coleção foi THE FREAKBALL, inspirada pelo incomum e único, como sinónimo de luxo onde o circo foi um local de meditação para a realização da mesma. Evidencia-se a singularidade, individualidade e raridade, brincando com os folhos, as silhuetas das mulheres e o godê. 

A paleta de cores varia entre o azul meia-noite, azul pálido, amarelo chartreuse, turquesa e fúchsia.

Galeria Completa aqui

 

RICARDO PRETO

Linhas minimalistas em tons sóbrios veiculam a elegância de uma mulher sofisticada, elegante, mas descontraída e despojada. Desfila pela segunda vez a linha de homem com linhas cada vez mais polidas. Tons sóbrios pretos, branco e beges.

 

Galeria Completa aqui

 

Reportagem: Helena Silva & Helena Dias
Fotografias: Paulo Homem de Melo