Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Pedra Contida… Jazz no Salão Brazil

Dada a natureza da localidade onde o grupo foi criado (aldeia da Cerdeira), o quinteto desenvolve um trabalho musical nos parâmetros da definição ou contradição do silêncio versus som, dando origem à definição Pedra Contida. O disco de estreia, “Xisto”, editado em 2014 foi aclamado um pouco por todo o mundo, e tem o selo JACC Records.

Pedra Contida_by José Martins.jpgSe por um lado Nuno Torres tem um gosto particular pela exploração tímbrica do seu saxofone alto, através de uma abordagem “melódica não tradicional”, Angélica V. Salvi desenvolve um relevante trabalho dentro da música contemporânea, seja através da interpretação de repertório “clássico” ou através de improvisações estruturadas com ferramentas da música electrónica. Miguel Carvalhais é uma referência da música electrónica experimental nacional, através do seu trabalho editorial na Crónica Electrónica, por entre inúmeros projetos, destacam-se os “@c” em parceria com Pedro Tudela, grupo que tem mais de 20 edições discográficas. Na bateria e percussão está João Pais Filipe, baterista portuense “hiperativo”, que coloca a sua energia nas mais diversas parcerias, com uma abordagem rítmica entre um Tony Oxley e um Jaki Liebezeit. A fechar o pentágono desta formação, está Marcelo dos Reis, guitarrista e improvisador que se tem vindo a afirmar no panorama das músicas mais avançadas, através de uma abordagem criativa sobre o instrumento mais popular do planeta, por entre diferentes projetos e colaborações, tem desenvolvido também um papel relevante na produção e organização de concertos.

 

Salão Brazil (Coimbra)

20 de Novembro 2015 | 22.00h