Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Porcas Borboletas Lançam “Momento Íntimo”…

Completando agora 18 anos de estrada, a banda mineira Porcas Borboletas chega a 2017 no auge da forma, com o lançamento de “Momento Íntimo”,  quarto álbum da carreira. O grupo conta com a produção musical de Gustavo Ruiz, vencedor do Grammy Latino com a produção de Tulipa Ruiz, que também participa do disco. A cantora Juliana Perdigão, o percussionista e cantor Nereu Gargalo (Trio Mocotó), o guitarrista Luiz Chagas (Isca de Polícia, Itamar Assumpção), a percussionista Nath Calan, o tecladista Chicão e Quique Brown (Leptospirose) completam as participações.

PorcasBorboletas_MomentoIntimo_(cre_dito_ Estu_dio Claraboia)

O álbum renova a sonoridade particular do Porcas, ‘cutucando’ tabus das relações atuais buscando aceder a uma problemática mais ampla em torno da definição do ser, com a suas questões, paradoxos e medos. “Momento íntimo pra mim é vexame / Eu não gosto de tirar a roupa / Isso não é normal pra mim / Eu tenho vergonha do meu corpo / Se eu pudesse esconder / Era melhor assim - Momento Íntimo”

 

“É como se a velha postura de vida desse homem se revelasse insuficiente diante do momento em que vive”, reflete o vocalista Danislau. Isso tudo pode gerar a suposição de que se trata de um disco sobre a masculinidade, mas é importante perceber que, ao mesmo tempo, esse é também um disco sobre o feminino. Ao longo das narrativas, é a figura da mulher que age em favor da superação do que já não mais satisfaz. Nessas canções, “o impasse masculino passa por um processo de conversão redentora, sempre pelas mãos da mulher que, dona de si, já transformou os tabus em totens”, conclui.

 

A tudo isso,  junta-se a sonoridade pop-inventiva do sexteto, que ganha, desta vez, o tempero da musicalidade de Ruiz. Para o produtor, misturar-se ao Porcas veio em boa hora: "É um novo momento para a banda - a chegada do baterista Pedro Gongom e a premissa de concebermos juntos os arranjos e a sonoridade do álbum. Temos códigos em comum, sacamos a vanguarda paulista e crescemos em Minas. Dito e feito: um disco pop, croc, empoderador". O álbum foi gravado nos estúdios da YB Music, em São Paulo, com lançamento pela Matraca Records.