Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Rua Direita estreiam-se ao vivo em Lisboa… e partilham o palco com os Madrepaz

Quinze concertos depois, o duo de Leiria responsável pelo viciante "Mariana", apresenta finalmente o álbum de estreia em Lisboa. A festa faz-se em conjunto com os Madrepaz que apresentam o primeiro "Panoramix".

CAPA-FB-851x315.jpg

Da densidade musical e da experiência de Donato Rosa e Paulo Ladeiras, surge, em 2017, um novo projecto na categoria para toda a gente e ao qual vem atrelada a maturidade de quem tem muitas histórias para contar e os laivos certeiros de quem não chegou por brincadeira. Num abrir e piscar de olhos, a Rua Direita tornou-se na mais recente vencedora do Festival de Música Moderna, integrou a colectânea "Novos Talentos Fnac 2017" e assim começou a fazer correr tinta.
Com reforços - Adriana Lisboa, Hugo Santos e Rui Lavos - os criadores de "Mariana" apresentam finalmente ao vivo em Lisboa o disco homónimo, sem males menores.

 

Nuno Canina, Pedro da Rosa, Ricardo Amaral e João Barreiros são as quatro asas da libelinha, símbolo escolhido por Madrepaz para ilustrar o que chamaram de “Shamanic Pop”. Esta jornada começa em 2017 com o lançamento do seu primeiro disco, “Panoramix”.
A história de Canina e Pedro da Rosa começou n’ Os Golpes e teve continuidade em bandas como a Armada e os The Mighty Terns (um projecto intercontinental ainda activo que reafirma o potencial criativo deste núcleo).
Os Madrepaz são todo o seu passado e todo um novo futuro. Nascem porque não podiam deixar de nascer. Em poucos dias de encontros musicais a banda já tinha o esboço do que viria a ser o primeiro longo duração, “Panoramix”. No seu Indie Rock marcadamente português, sentem-se ecos de uns Beatles, Hawkwind, Rodrigo Leão, Banda do Casaco e até de uns Tinariewen numa psicadélica contida em sólidas canções e arranjos de luxo que mostram bem a versatilidade musical dos seus elementos.

 

A festa faz-se no Musicbox em Lisboa já no dia 21 de Outubro